Marquinhos projeta jogo do Figueirense com a Chapecoense: "Vencer de qualquer jeito" Luiz Henrique/F.F.C / Divulgação

Foto: Luiz Henrique / F.F.C / Divulgação

Domingo, às 19h30min, contra a Chapecoense, na Arena Condá. É nesta data, horário e local que o Figueirense precisa unir todas as suas forças para vencer o Verdão e ainda seguir com chances matemáticas de fugir do rebaixamento. A situação do Alvinegro é mais do que complicada e uma derrota pode praticamente selar a queda à Série B.

Sabendo da importância do confronto, e por se tratar de um clássico regional, os jogadores sabem que só os três pontos interessam e que precisam passar por cima de todas as dificuldades se quiserem iniciar uma recuperação.- Mais um jogo complicado, como todos do Brasileiro. Tem a rivalidade dos últimos anos, jogar lá é difícil, mas já conseguimos vencer lá dentro. Respeitamos o momento da Chapecoense, mas na nossa fase só podemos pensar em vitória. Vai ser um jogo pegado, brigado, temos que ter esse espírito. Mais do que nunca, cinco jogos, cinco decisões, então precisamos desse espírito - disse o zagueiro Marquinhos.

Considerado um dos líderes da equipe, Marquinhos comentou o afastamento de seis atletas, ocorrido na última terça-feira, entre eles dois da base alvinegra.

- Quando as coisas não vão bem, acontecem coisas no clube e não é só aqui. Ficamos tristes, são companheiros, pais de família. A reunião foi uma conversa interna e pode se falar o que quiser, mas com as vitórias as coisas vão mudar, só assim. Tem que falar o menos possível e depois jogar - comentou.

Marquinhos também falou sobre a seca de gols que o time vive. Nos últimos seis jogos, apenas um tento foi marcado.

- No momento que a gente se encontra, não estamos fazendo gol. Mas também não podemos crucificar atacantes, meias. Tudo a gente conversa, mas tem que colocar em prática. E no momento que estamos, não importa jogar feio, bonito, mas sim os três pontos. Não interessa se vai ser gol de barriga. Claro que quanto melhor você joga, fica mais perto da vitória, mas no nosso momento temos que pensar nos três pontos, é o que interessa para a gente - concluiu o zagueiro.

Veja mais:

Figueirense joga contra as probabilidades na Série A
"Ficamos tristes, mas isso acontece", diz Josa sobre atletas afastados
"Cada um deve se doar um pouco mais", pede meia do Figueirense
Marquinhos Santos tem o pior aproveitamento entre os técnicos em 2016

Confira a tabela da
 Série A
Leia mais sobre o 
Figueirense


 Veja também
 
 Comente essa história