Sharapova perde para francesa nas semifinais e se despede de Stuttgart  THOMAS KIENZLE/AFP

Maria Sharapova durante derrota para a francesa Kristina Mladenovic, no sábado

Foto: THOMAS KIENZLE / AFP

A tenista russa Maria Sharapova perdeu neste sábado nas semifinais do torneio WTA de Stuttgart, na Alemanha, para a francesa Kristina Mladenovic, por 3-6, 7-5, 6-4, em seu retorno às competições após uma suspensão de quinze meses por doping.

Leia mais
Programa antidoping no tênis receberá mais investimento
Sharapova avança à semifinal no saibro de Stuttgart

Sharapova, vencedora de cinco títulos do Grand Slam, sucumbiu em uma dura partida de 2h38min, perdendo, assim, a chance de vencer o torneio em seu retorno às quadras após testar positivo para o meldonium no Aberto da Austrália de 2016.

— Sharapova é uma tenista muito difícil de jogar e foi muito agressiva desde a primeira bola — disse Mladenovic após a vitória.

— No começo da partida passei por muitas dificuldades, mas continuei lutando e estou muito feliz de que o esforço tenha valido a pena — acrescentou a francesa.

Mladenovic foi uma das mais críticas a Sharapova e, um dia antes da semifinal, acusou a russa de contar com ajuda extra, por ter wild cards para disputar os torneios de Stuttgart, Madri e Roma.

Após ter começado o torneio do zero no ranking mundial, na quarta-feira, devido à sua suspensão, o fato de chegar às semis na cidade alemã fez a russa subir para a posição 260 da classificação WTA.

— Não estou irritada, mas gostaria de ter aproveitado a oportunidade quando estava à frente no segundo set. Estou um pouco decepcionada por tê-la deixado voltar à partida, ganhar confiança e jogar bem — disse Sharapova.

Presença em Roland Garros
Sharapova saberá em 16 de maio se receberá outro 'wild card' para poder disputar o torneio de Roland Garros, em Paris.

Mladenovic enfrentará na final de domingo a alemã Laura Siegemund, que também recebeu um 'wild card' para poder jogar em Stuttgart e que surpreendeu ao derrotar neste sábado a quarta cabeça de chave, a romena Simona Halep, por 6-4 e 7-5.

O torneio da cidade alemã é disputada em quadra de saibro e distribui 649.200 euros em prêmios.

Sharapova retornou na quarta-feira e avançou três rodadas em Stuttgart, com todos os holofotes voltados para ela, mas Mladenovic era sua primeira adversária do Top-20 mundial. A russa, que parece ir ganhando confiança a cada partida, reencontrou em três dias todas as facetas do seu tênis.

— Se no começo da semana tivessem me dito que chegaria às semifinais, teria ficado contente. Estou feliz com a forma como joguei. A gente nunca se sente segura do nível que vai ter na quadra, mas sinto que comecei com uma boa base — disse a russa.

Número 1 do mundo aos 18 anos, ganhadora de cinco torneios de Grand Slam, Sharapova foi sancionada a princípio por dois anos pela Federação Internacional de Tênis (ITF) em janeiro de 2016, mas o Tribunal Arbitral do Deporte (TAS) reduziu a punição para 15 meses, que terminaram na quarta-feira passada, ao estimar que a russa não tinha tomado doping com a intenção de melhorar seu rendimento.

A tenista tomou meldonium durante anos, mas o produto entrou para a lista de substâncias proibidas em janeiro de 2016. Sharapova garante que continuou ingerindo a substância por engano, por não checar a nova lista de medicamentos proibidos.

Leia as últimas notícias de Esporte

 DC Recomenda
 
 Comente essa história