Rodrigo Faraco: reconstrução fantástica da Chapecoense Marco Favero/Agencia RBS

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Em quatro meses a conquista. Que veio do nada. A Chapecoense dá, mais uma vez, uma mostra de força e competência. Soube reconstruir. Mais do que isto, soube fazer com qualidade. Para ganhar o bicampeonato era preciso fazer com competência, estrutural e de futebol. Foi o que houve. A Chape é a legítima campeã. Um exemplo para o futebol estadual. Um exemplo de organização, superação e força.

Mancini errou, mas levou

Muito do que não deu certo na Chapecoense da final veio da escolha equivocada do técnico Vágner Mancini. Escalar Nathan no meio era o sinal para uma atuação ruim. A correção só veio aos 18 do segundo tempo e por pouco não custou à Chapecoense o título. Mancini, que foi um bom jogador de meio de campo, precisa rever alguns conceitos e teimosias.

Leia mais comentários de Rodrigo Faraco
Chapecoense fatura bicampeonato do Catarinense mesmo com derrota para o Avaí na Arena Condá
Marquinhos fala de chance perdida e comenta: "saio de cabeça erguida e com orgulho de ser vice"

 Veja também
 
 Comente essa história