Modric é investigado pela Justiça croata por falso testemunho BULENT KILIC/AFP

Foto: BULENT KILIC / AFP

A Procuradoria do Estado da Croácia afirmou, nesta segunda-feira (19), que iniciou uma investigação sobre o meia Luka Modric, do Real Madrid, por suspeita de falso testemunho. Isso teria acontecido em um julgamento no último dia 13, em um processo que investiga transações fraudulentas realizadas pelo ex-presidente do Dinamo Zagreb, Zdravko Mamic.

O atleta é acusado de receber ilegalmente parte de sua transferência do clube de Zagreb para o Tottenham, em 2008. Esse valor deveria ter ido para o Dinamo, que vendeu os direitos econômicos dele para os ingleses.

Leia mais:
Após vitória, Löw analisa equipe e diz: "Estou satisfeito"
Daniel Alves vai rescindir seu contrato com a Juventus, afirma site
Alemanha vence Austrália em estreia na Copa das Confederações

Mamic, de 57 anos, é acusado de desviar cerca de 15,6 milhões de euros (R$ 57 milhões), relacionados à contratação de vários jogadores. Além disso, a Procuradoria também investiga a evasão de 1,6 milhão de euros. As transações, feitas por contratos fictícios, beneficiariam Zoran Mamic, irmão de Zdravko, Damir Vrbanovic, dirigente da Federação Croata, além de um funcionário fiscal.

– A testemunha disse falsamente que, em 10 de julho de 2004, data em que ele assinou seu primeiro contrato profissional, ele também assinou um anexo que lhe deu direito a participação em metade das taxas de transferência – diz o ofício divulgado pelo Ministério Público croata.

A Procuradoria ainda diz que Modric declarou ter assinado o anexo cada vez que renovou seu contrato. No entanto, há dois anos, o atleta, em outro depoimento, afirmou que só assinou o anexo quando foi para o Tottenham, seu primeiro time fora da Croácia.

Em seu depoimento, no dia 13, na cidade de Osijek, Modric admitiu que dividiu uma parte do valor de sua transferência ao Tottenham para os ex-dirigentes do Dínamo de Zagreb. De acordo com relato da agência AFP, o meia do time de Madri estava nervoso. Ele ainda explicou que não entregou o dinheiro diretamente para Mamic, mas sim para um filho e para um irmão dele.

– Creio que o Dinamo, pela minha venda ao Tottenham, obteve 21 ou 23 milhões de euros. Parte desse dinheiro foi pago para mim também, como base de um contrato que firmei com o Dinamo . Combinei isso com o senhor Mamic – declarou Modric.

 Veja também
 
 Comente essa história