Neymar fala de relação com técnico do PSG e Cavani: "Parem de inventar histórias" Denis Charlet / AFP/AFP

Craque brasileiro disse que está feliz em Paris

Foto: Denis Charlet / AFP / AFP

— Eu quero que parem de inventar histórias — declarou Neymar, nesta sexta-feira, após a vitória do Brasil sobre o Japão por 3 a 1 em Lille, afirmando "estar bem" em Paris, apesar das informações de que teria se desentendido com o técnico do PSG, Unai Emery.

O atacante brasileiro se viu envolvido num turbilhão de boatos desde que se desentendeu em campo com o companheiro uruguaio Edinson Cavani na hora de escolher o batedor de pênaltis do PSG, em setembro.

— Eu quero que desde já parem de inventar histórias de que estou com problemas com Cavani, com o treinador. Eu vim para ajudar, para contribuir, vim para ajudar meu treinador — defendeu-se Neymar, autor de um dos gols da vitória brasileira sobre o Japão.

— Estou muito bem em Paris, estou feliz — continuou o brasileiro, que se tornou o jogador mais caro da história do futebol ao trocar o Barcelona pelo PSG por 222 milhões de euros. — Eu sou um cara que gosta de vencer, de ganhar títulos e vim para o PSG para isso.

— Eu vim para Paris com o aval do meu técnico (Emery). Quando cheguei aqui, nos encontramos. Falei que queria ajudá-lo, e ele falou que queria me ajudar a atingir meus objetivos pessoais e coletivos. Não estou aqui para criar problemas. Sei meu papel dentro de campo e faço o que meu treinador me pede — disse Neymar.

Na quarta-feira, o diário especializado francês L'Équipe afirmou na matéria de capa que "existe um vão" entre Neymar e seu técnico Unai Emery.

— Essas coisas me incomodam — continuou o jogador de 25 anos. — Estou aqui para pedir que parem de inventar histórias.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história