Newton Drummond chega ao Criciúma com objetivo claro: "formar time competitivo" Lariane Cagnini/Diário Catarinense

Newton (D) foi apresentado pelo presidente do Tigre, Jaime Dal Farra (C)

Foto: Lariane Cagnini / Diário Catarinense

De olho no planejamento para o ano que vem, o Criciúma anunciou na tarde desta quinta-feira o novo executivo de futebol do clube. Newton Drummond, o Chumbinho, foi apresentado pelo presidente Jaime Dal Farra, na companhia do diretor de futebol Emerson Almeida. Dal Farra falou um pouco sobre a carreira de Drummond, e disse que espera contar com a experiência dele para resgatar a história do Criciúma.

— É um diretor que ganhou muitos títulos com o nosso coirmão aqui do Sul, o Inter. Temos conversado com ele e esse é o nosso objetivo, ter um time competitivo. É o nosso terceiro ano aqui e a gente pretende buscar o título do Catarinense e o acesso à Primeira Divisão. Trouxemos ele para pegar toda a experiência. Ele é aqui do Sul, e vai nos ajudar a resgatar aquele time competitivo que era o Criciúma, e resgatar a história do clube, que é estar sempre entre os primeiros do Estado. É o perfil ideal para essa nova fase — apresentou Dal Farra.

O dirigente fez carreira no Internacional, conquistando a Libertadores e o Mundial de 2006, e também passou pelo Vitória de 2011 a 2012. Em 2016, foi chamado ao final do segundo semestre para tentar evitar o rebaixamento do Inter, mas não teve sucesso. Drummond disse que o apelido Chumbinho está muito atrelado ao clube gaúcho, e por isso quer começar a utilizar o nome de batismo.

— Estou me sentindo desafiado, um desafio importante e bom de se enfrentar. Vou ter junto o Emerson Almeida e todo o pessoal do futebol. É uma satisfação muito grande estar aqui. Tem uma estrutura que alguns times da primeira linha, dos top, não tem, e isso faz com que tenhamos a certeza de que o trabalho vai ser bem feito. Isso que viemos fazer aqui, formar uma equipe competitiva, uma caraterística que o Criciúma sempre teve. Estive aqui algumas vezes e ganhar do Criciúma no Heriberto Hülse sempre foi difícil. Essa característica tem que ser resgatada, com conceito de futebol, treinador apropriado ao Criciúma, dentro das nossas convicções, e jogadores comprometidos com o nosso objetivo — explicou Newton.

O novo executivo de futebol já está discutindo o nome do treinador que irá assumir o Criciúma nos próximos dias. Ele mantém o sigilo em relação ao cogitados, inclusive de possíveis reforços para o elenco, que deverão ser contratados somente depois da chegada no novo técnico. O novo comandante pode ser apresentado, inclusive, durante o final de semana, cogitou Newton.

—Primeiro temos que ter o treinador, uma convicção nossa, pois quem vai trabalhar no dia a dia somos nós, esse é o treinador que tem potencial para resgatar o espírito do Criciúma jogando no Heriberto, trazer a torcida de novo, a torcida apoiar, enxergar isso e voltar a acreditar de novo no clube. Isso vai nos trazer pelo menos essa harmonia nas relações e nos propiciar avançar. Se ficarmos na briga interna, no disse que disse, vamos perder tempo e tempo é dinheiro, e o presidente vai brigar comigo — comentou.

Leia mais:
Em negociação com o Criciúma, meia João Henrique vai mesmo para o Fortaleza
Santa Catarina terá sete times na Copa do Brasil de 2018
Federação consegue data, e Catarinense 2018 terá final em jogo único

 Veja também
 
 Comente essa história