Nacional-URU é punido com multa por gestos de torcida Reprodução/Reprodução

Foto: Reprodução / Reprodução

A Conmebol decidiu na noite de segunda-feira punir o Nacional do Uruguai por atos  de sua torcida no jogo de ida da Libertadores, contra a Chapecoense, na Arena Condá, no dia 31 de janeiro. A decisão foi por uma multa de US$ 80 mil (R$ 260 mil) e proibição de torcida nas três próximas partidas fora de casa, pela Libertadores ou Sul-Americana. 

O clube pode recorrer da decisão.

Durante a partida em Chapecó  alguns torcedores imitaram um avião, em referência à tragédia aérea da qual o clube foi vítima, em 29 de novembro de 2016, onde 71 pessoas morreram.

A atitude gerou críticas de pessoas dos clube e também das associações das vítimas do acidente. Tanto que o clube entrou com uma ação pedindo punição aos uruguaios

Os artigos 8 e 14 do Regulamento Disciplinar da entidade, que discriminam comportamentos similares e responsabilizam o clube pela atitude de seus torcedores, prevê entre as punições multa, perda de mando de campo ou até exclusão da competição atual ou de futuras.

O clube uruguaio, por meio da conta oficial no Twitter, pediu desculpas à Chapecoense pelo comportamento dos torcedores.

No jogo de volta os dirigentes do Nacional também promoveram um jantar com representantes do clube. Torcedores levaram cartazes para o estádio pedindo desculpas.

Na Chapecoense já era esperando que a punição seria de multa ou restrição à torcida. O clube avalia se vai tomar mais alguma medida.

Confira mais informações sobre a Chapecoense
Veja a tabela completa do
Catarinense 2018

 Veja também
 
 Comente essa história