Jandrei ultrapassa mil minutos sem sofrer gols no Catarinense Sirli Freitas/Chapecoense

Jandrei não é vazado no Catarinense desde 25 de janeiro do ano passado

Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Quem vai conseguir fazer gol em Jandrei? Essa é uma pergunta que vem se repetindo a cada rodada do Campeonato Catarinense. Contra o Joinville, na vitória por 1 a 0, o titular da Chapecoense  completou 11 jogos e 1040 minutos, somando os acréscimos, sem levar gol. Nem o artilheiro do campeonato Rafael Grampola, conseguiu tirar a invencibilidade do goleiro.

Os únicos dois gols que a Chapecoense levou na competição, na derrota por 1 a 0 para o Hercílio Luz e na vitória por 2 a 1 diante do Tubarão, Jandrei não jogou pois os titulares foram poupados para os jogos da Libertadores, contra o Nacional. O time uruguaio, aliás, foi o único a marcar na Chape, nas duas vitórias por 1 a 0. São os únicos gols que Jandrei sofreu em 2018.

Mas, no Catarinense, o goleiro não leva gol desde 25 de fevereiro de 2017,  no empate por 1 a 1 contra o Figueirense, em Florianópolis, quando atuava pelo Tubarão. O gaúcho de Itaqui chamou a atenção dos dirigentes da Chapecoense e foi contratado por empréstimo. Mas não atuou no Estadual pois o titular era Artur Moraes e Elias era o reserva imediato.

Em 2018, a meta do goleiro de 25 anos parece uma fortaleza. Mesmo com o time trocando toda a defesa titular, em virtude de lesões, ele não toma gol no Catarinense. Na avaliação do goleiro, o sistema de jogo da equipe, em que a marcação começa pelos atacantes, tem ajudado.

Abaixo a entrevista com Jandrei
Como está encarando essa sequência sem tomar gols?
Eu estou bem tranquilo em relação a isso. Fico muito feliz com essa sequência de jogos e também com a marca conquistada.

O que representa ficar mais de mil minutos sem levar gol no Catarinense?
Todo jogador tem a sua meta, e essa representa uma conquista muito grande. A Chapecoense vem em primeiro lugar e espero cumprir e conquistar todas as metas planejadas.

A que atribui esse desempenho?
Esse bom momento não é só meu, mas do grupo todo. Está todo mundo de parabéns pela entrega e pela doação dentro de campo, isso vem sendo o nosso diferencial.

Qual a defesa ou o jogo mais difícil?
Todos os jogos vêm sendo difíceis, temos que manter a concentração até o fim. As equipes vêm muito fechadas contra nós, jogando por uma bola. Então, precisamos manter o foco lá em cima para não dar brechas aos adversários.

Você pensa nessa invencibilidade antes dos jogos?
Não chego a pensar nisso. Entro em campo com a vontade de fazer o meu melhor e ajudar todo o grupo.

Quais goleiros te inspiraram?
O Brasil tem uma safra muito boa de goleiros, admiro muitos. Mas, com certeza, o que mais procuro inspiração é no Taffarel, por tudo que ele fez e pelo que representou ao futebol brasileiro.

Quais tuas metas no ano?
Tenho uma meta que é ser tricampeão Catarinense. Tenho outras também, mas essas eu deixo só pra mim.

Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

 Veja também
 
 Comente essa história