Ironman Florianópolis vai reunir 2,5 mil atletas de 44 países no domingo Fábio Falconi/Unlimited Sports

Foto: Fábio Falconi / Unlimited Sports

Pelo 18º ano consecutivo Florianópolis se torna a capital do Ironman no Brasil. No domingo, 2,5 mil atletas de 44 países devem participar da prova em Jurerê Internacional. E alguns dos melhores triatletas brasileiros estarão na disputa pelos primeiros lugares. Entre eles está justamente o catarinense Igor Amorelli, que no mês passado foi o campeão da prova de 70.3 do Ironman, também em Floripa.

– Ao que tudo indica, os brasileiros estão entre os favoritos para a prova desse ano e é normal que tenhamos uma pressão sobre nós, ainda mais por ser uma prova em nosso país. Além dessa pressão externa, eu já tenho uma dentro de mim, que é muito boa e me motiva ainda mais. Essa disputa entre brasileiros está sendo bem positiva para mim e me dando ainda mais vontade de entrar lá e dar o melhor – disse Igor.

A elite masculina tem largada prevista para às 6h45min. A elite feminina sai às 6h50min. Em seguida, a partida acontece por faixa etária a partir das 7h05min, com tempo limite de conclusão de 17h. O Ironman tem 3.8 km de natação, 180.2 km de ciclismo e 42.2 km de corrida. A etapa do Brasil conta pontos para o ranking no caso da elite e classificará 40 atletas da faixa etária para o Mundial, em outubro, no Havaí.

– Eu estou em uma fase muito bom e bem feliz como o ano está se encaminhando. Vou chegar muito bem em Florianópolis e ainda melhor em Kona. Ao que tudo indica, teremos tempo bom no domingo e vejo que é possível baixar das oito horas de novo – completou o triatleta, que em 2015 fechou o Ironman Brasil em 7h59min36seg.

 Igor Amorelli venceu o IronMan 70.3 em Florianópolis
Foto: Rômulo Cruz / Flowsjournal.com

No masculino, além de Amorelli, os também brasileiros Thiago Vinhal, que tem o melhor resultado na história de Kona, em 2017, Reinaldo Colucci, campeão Pan-Americano em 2011 (Guadalajara) e representante do Brasil nas Olimpíadas de 2008 e 2012, Fábio Carvalho, campeão do 70.3 Foz do Iguaçu,  Guilherme Manocchio, campeão no Ironman Copenhague e no Ironman Fortaleza (2014) surgem como favoritos.

Entre as mulheres, as brasileiras Carol Furriela, campeã nacional de triatlo em 2014, vice-campeã do Ironman 70.3 Brasília 2013 e vice-campeã do Ironman 70.3 Foz do Iguaçu 2014, Bruna Mahn, campeã brasileira de triatlo de longa distância em 2015, melhor do país no Ironman Brasil 2017 e vice-campeã do Ironman 70.3 Florianópolis 2018.

Confira mais notícias do esporte catarinense.

 Veja também
 
 Comente essa história