Os lances polêmicos da arbitragem de Brasil e Suíça JOE KLAMAR/AFP

Gabriel Jesus reclamou de pênalti em lance com Akanji no segundo tempo

Foto: JOE KLAMAR / AFP

A Seleção Brasileira ficou em um decepcionante empate com a Suíça na estreia na Copa do Mundo. Mas o resultado no jogo deste domingo (17), em Rostov, não foi o único assunto na saída de campo. 

Dois lances polêmicos e centrais para o empate fizeram uma parte importante da história do duelo, arbitrado pelo mexicano Cesar Ramos — o mesmo que apitou a final do Mundial de Clubes do ano passado, entre Real Madrid e Grêmio.

Empurrão não marcado no gol da Suíça

O primeiro lance polêmico foi no gol de empate da Suíça, marcado por Zuber aos quatro minutos do segundo tempo. Os jogadores brasileiros reclamaram um pênalti, alegando que Miranda teria sido empurrado pelo autor do gol. 

Na transmissão da TV Globo, o comentarista de arbitragem Arnaldo Cézar Coelho entendeu que houve falta e, portanto, gol irregular. Sálvio Spinola, da ESPN, também avaliou o lance como faltoso.

Confira a tabela de jogos da Copa do Mundo 2018

Lance com Gabriel Jesus na área da Suíça

Os jogadores brasileiros voltaram a reclamar quando Gabriel Jesus caiu na área e pediu pênalti de Akanji, que envolveu seus braços ao redor do atacante brasileiro. Entre os comentaristas de arbitragem da TV, houve divergência. Arnaldo Cézar Coelho entendeu que houve pênalti, enquanto Sálvio Spinola não viu falta no lance.

Foto: Arte DC


 Veja também
 
 Comente essa história