Não conseguiu viajar à Rússia? Saiba como economizar e garantir a ida à Copa do Catar Reprodução/Reprodução

Copa do Mundo no Catar será a primeira realizada entre novembro e dezembro

Foto: Reprodução / Reprodução

É sempre assim. Os fãs que acompanham a Copa do Mundo se perguntam por que não se organizaram para acompanhar de perto a Seleção Brasileira e os principais jogadores do mundo. Se não houver organização e planejamento, viajar para acompanhar a maior competição esportiva do mundo é algo inviável, já que em cima da hora tudo fica mais caro.

Segundo a educadora financeira Maiara Xavier, acompanhar o torneio, seja ele onde for, não é tão difícil quanto parece. Segurando pouco mais de cinco reais por dia ( R$ 170,34 por mês) é possível assistir a pelo menos três jogos da Copa do Mundo no Catar. Mas se educar financeiramente pode ser uma tarefa complicada e disciplina é a palavra-chave em busca do sonho. 

São quatro anos até lá e o esforço pode valer a pena. O primeiro passo rumo a Copa do Mundo é levantar todos os possíveis custos da empreitada, explica a educadora financeira:

- A melhor maneira é manter um controle mensal do orçamento. Estar ciente dos custos e ganhos. Com esses números em mãos é possível definir metas e estratégias para a organização financeira. 

Para os jogos da Rússia, era possível encontrar, por exemplo, ingresso na fase de grupos - que é a mais barata - por US$ 105. Considerando que você vá até lá passar uma semana e vá querer ver pelo menos três jogos, gastará US$ 315. Supondo o dólar a 3,60 (vamos pensar em uma média, que não costuma ser esse valor alto que está agora), são R$ 1.134 só de entradas. 

Chegar até o Catar também é um custo. A Copa do Mundo no pequeno país árabe acontece entre novembro e dezembro de 2022. Uma passagem de São Paulo para Doha, pela companhia Qatar Airways, sai por em torno de R$ 5 mil, na classe econômica. Se souber pesquisar o valor pode ser ainda mais barato. 

lusail, copa, catar, futebol
Doha, capital do pequeno país árabe, terá quatro estádios diferentes e receberá a maioria das partidasFoto: Google Street View / Reprodução

Outro custo que precisa estar na ponta do lápis é hospedagem. Se a escolha foi por um hotel três estrelas com avaliação média de 8 pontos em sites de buscas, é possível gastar R$ 1 mil em hospedagem para quarto individual, para 6 noites. 

Levando em consideração um gasto médio de US$ 60 por dia, para sete dias, seriam necessários US$ 420, ou seja, R$ 1512, considerando o dólar a R$3,60. Em resumo o gasto da viagem seria algo em torno de R$ 10 mil

- Se a pessoa guardar e investir, começando com R$ 200 e aplicando R$ 170,34/mês no Tesouro Selic, ela terá, em outubro de 2022, o total que precisa para fazer a viagem. Esse tipo de investimento permite ao investidor tirar o dinheiro no momento que preferir, sem prejuízo. Seguindo tudo à risca, pode acreditar: é quase certo que você vai viajar! - explica a consultora responsável pelo site A Rica Simplicidade.

Outra dica valiosa de Maiara é usar a tecnologia:

- Contar com ferramentas que facilitem o processo é super indicado. Mas cada pessoa precisa identificar, de acordo com suas necessidades, qual é a mais eficiente. Tem que ser prático e simples de se inserir na rotina. A melhor maneira de descobrir é testando. Testar um modelo pronto de planilha, criar sua própria planilha, testar um arquivo de texto no Google Drive, um caderno em casa e até mesmo os diversos aplicativos para gerenciamento financeiro disponíveis no mercado - orienta.

São 1.595 dias para começar a Copa do Mundo no Catar: que tal começar a guardar o dinheiro do cafezinho da tarde hoje? 

Leia também:

Designer gráfico cria alfabeto com quedas de Neymar na Copa do Mundo

Brasil começa novo ciclo com a dúvida da Copa América em casa: objetivo é vencer ou testar?


 Veja também
 
 Comente essa história