Feliz com titularidade no Criciúma, Sandro espera "sorrir ainda mais" ao fim da Série B Guilherme Hahn/Especial

Zagueiro Sandro entrou nos dois últimos jogos para atuar no lado esquerdo da zaga e agradou o técnico Mazola Júnior

Foto: Guilherme Hahn / Especial

Sem tomar gol há três jogos, o Criciúma aposta mais uma vez na solidez defensiva para faturar mais uma vitória diante do Avaí, nesse sábado, às 16h30min, pela 27ª rodada do Brasileiro da Série B. A defesa é setor do qual o técnico Mazola Júnior mais cobra, mas o comandante também tem feito elogios aos atletas que atuam por ali.

— Receber elogio do homem é bom porque aumenta a responsabilidade. Daqui para frente, vamos ter que trabalhar mais para receber mais elogios no final e o prêmio maior. Não sei como vai se desenhar, mas espero sorrir ainda mais no final — afirmou o zagueiro Sandro, um dos titulares mais recentes da zaga.

Antes um problema pela falta de jogadores, agora a zaga do Criciúma está dando dor de cabeça ao técnico Mazola Júnior pelo motivo oposto. Todos os quatro jogadores da posição têm o respaldo da comissão técnica e do departamento médico para serem titulares quando necessário. O volante Liel também pode fazer as vezes de zagueiro se for preciso.

— A gente vê que cada um trabalha firme. Tenho que cuidar porque o Fábio e o Jacy também estão voando. Tem essa competitividade dentro da gente que é muito importante — afirma Sandro.

O próximo duelo tem favorito? O zagueiro do Tigre acha que não. Sandro reconhece que o jogo contra o Avaí não será nada fácil.

— Temos que encarar cada jogo como uma final, e não tem como ser diferente. Vamos com a faca nos dentes, respeitando toda a qualidade que eles têm lá. Espero que a gente faça o nosso ápice dentro da partida. O resultado a gente vê depois, mas quero que a gente jogue o máximo do nosso futebol — projetou o atleta.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 Veja também
 
 Comente essa história