De férias em Floripa, Patric visita escolinha de futebol de clube da Itália Divulgação/AV Assessoria

Foto: Divulgação / AV Assessoria

Lateral-direito do Atlético-MG, Patric passa as férias em Santa Catarina. O jogador natural de Criciúma, no Sul de Santa Catarina, está em Florianópolis e encontrou espaço na agenda na tarde de quinta-feira para encontrar com meninos postulantes a atletas de futebol. Ele visitou o projeto Torino FC Academy Brasil, que tem sede no Lagoa Iate Clube (LIC), na Capital do Estado.

Patric contou um pouco de sua trajetória no futebol e teve contato com duas turmas do projeto, com crianças de 4 a 12 anos. Ele respondeu perguntas das crianças e ainda ganhou uma camisa da escola de presente.

- Foi uma experiência muito bacana. Pude interagir com a criançada, contar um pouco da minha carreira e reforçar que não é fácil tornar-se um atleta profissional. É preciso abdicar de muitas coisas. Todos me receberam muito bem e gostaria de agradecer o carinho que tive das crianças e de todo o staff do Torino FC Academy Brasil, que demonstrou ser um projeto sério e que traz muitos benefícios aos seus alunos – resumiu o lateral.

Conforme os responsáveis, trata-se da única escola oficial do clube italiano fora da Europa. Além de treinamento físico e técnico, os alunos têm acompanhamento psicológico, nutricional e até aulas de italiano. Além de ensina o futebol embasado em metodologia europeia, o projeto também tem por fundamento a formação humana e cidadã. A presença de Patric contribuiu para o aprendizado dos garotos.

— Ele mostrou uma humildade gigantesca, mesmo de férias, ao conversar com a criançada. Ele conseguiu passar princípios fundamentais para se tornar um grande atleta. As crianças, que ouviram atentamente tudo o que ele falou, certamente levaram uma bela mensagem de perseverança e que será fundamental para suas formações, independente ou não de virarem atletas profissionais — contou Daniel Minorelli, ex-jogador do Torino e que em 2013 fundou o Torino FC Academy Brasil.

 Veja também
 
 Comente essa história