Argentina e Colômbia apresentaram uma candidatura conjunta para sediar a Copa América-2020, informou a Conmebol após uma reunião do Conselho do organismo em Miami nesta quarta-feira (13).

A Conmebol reiterou seu veto a que o evento continental do ano que vem seja disputado nos Estados Unidos.

A entidade, que reúne dez federações da América do Sul, defendeu em um comunicado que seu Conselho aceitou "a postulação de Argentina e Colômbia como sedes conjuntas para a edição de 2020 da Copa América". Os dois países ficam a cerca de 7.000 km de distância um do outro.

Além disso, esclareceu que a iniciativa está "sujeita à apresentação de uma proposta detalhada por parte das associações integrantes sobre a estrutura e organização do torneio".

Se a proposta for concretizada, será a primeira vez que a competição continental será organizado em duas sedes, e entre países tão distantes.

A Conmebol, que se reuniu separadamente do encontro do Conselho da Fifa em Miami, voltou a desconsiderar a proposta da Federação americana de receber a edição de 2020 da Copa América em território americano.

A entidade sul-americana havia convidado a Concacaf a participar das edições de 2020, 2024 e 2028, mas a outra confederação do continente americano recusou o convite.

A Copa América-2019 será disputada entre 14 de junho e 7 de julho no Brasil com a participação das dez seleções da Conmebol, além de Japão e Catar como convidados.

- De quatro em quatro anos -

A Conmebol foi autorizada pela Fifa em outubro de 2018 a que a Copa América seja disputada nos anos pares a partir da edição de 2020, e que seja jogada a cada quatro anos para que coincida com a Eurocopa.

Não foram adiantados detalhes da organização do evento entre dois países tão distantes, embora segundo veículos da imprensa da região, o torneio seria dividido em três grupos: dois na Argentina e um na Colômbia. Cada país receberia uma semifinal e a final seria em Buenos Aires.

A Argentina organizou sua última Copa América em 2011, enquanto que a Colômbia em 2001.

Se a proposta, que será votada antes da Copa América no Brasil, for levada adiante, será a segunda vez que a competição será organizada em anos consecutivos. Em 2015 o torneio foi realizado no Chile e em 2016 nos Estados Unidos.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história