O meia do Paris Saint-Germain Adrien Rabiot, afastado da equipe desde meados de dezembro, foi suspenso de maneira cautelar até final de março, informou à AFP nesta quinta-feira uma fonte do clube francês, confirmando uma informação do diário esportivo L'Equipe.

"Adrien Rabiot recebeu uma carta de suspensão cautelar", explicou à AFP uma fonte próxima ao caso, sem informar os motivos da suspensão.

Segundo o L'Equipe, Rabiot foi punido pelo clube por ter ido a uma boate na noite da eliminação do PSG nas oitavas de final da Liga dos Campeões diante do Manchester United.

O segundo motivo seria a 'curtida' que o jogador deu em um vídeo publicado nas redes sociais pelo ex-jogador do United Patrice Evra em pleno Parque dos Príncipes.

"Acho inaceitável a atitude e a falta de profissionalismo de um jogador como Adrien Rabiot com o clube, seus companheiros e torcedores. Quero lembrá-lo que até 30 de junho de 2019 ele faz parte de nosso elenco", declarou o diretor esportivo do PSG, Antero Henrique, após a saída noturna do jogador.

O meia de 23 anos e o clube que o revelou se enfrentam em uma guerra fria há mais de três meses, após Rabiot se negar a prorrogar seu contrato, o que lhe permitirá sair ao fim da temporada sem compensação financeira para o PSG.

"Não sou eu que escolhi essa situação. Não é uma escolha minha", se defendeu nesta quinta-feira o jogador à emissora Infosport +. "Eu estou à disposição, tudo está bem, estou em plena forma. Se pudesse jogar.... Mas a diretoria decidiu diferente", completou.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história