O Cruzeiro, com gols de Fred e Sassá, venceu o venezuelano Deportivo Lara por 2 a 0 nesta terça-feira e somou sua quinta vitória em cinco jogos na Copa Libertadores-2019.

Pouco importou que a classificação para as oitavas de final já estivesse garantida antecipadamente para o Cruzeiro, porque a equipe comandada por Mano Menezes não se acanhou em sua visita ao estádio Metropolitano de Barquisimeto e, com absoluta autoridade, manteve sua campanha perfeita.

Fred abriu o placar aos 31 minutos, com uma bomba de direita no ângulo, e Sassá decretou a vitória aos 32 do segundo tempo ao converter um pênalti.

O Cruzeiro chegou aos 15 pontos no Grupo B, com nove gols a favor e nenhum sofrido. Já o Deportivo Lara ficou com cinco pontos.

- Fred brilha de novo -

Fred, autor do primeiro gol, confirmou que vive um momento extraordinário.

No último dia 10 de abril, o atacante havia feito um hat-trick na vitória maiúscula por 4 a 0 do Cruzeiro sobre o argentino Huracán que garantiu matematicamente a vaga na próxima fase da Libertadores.

Desta vez, o experiente atacante de 35 anos recebeu um passe de Thiago Neves perto da área, avançou e fez uma breve pausa que confundiu seu marcador e abriu espaço para o chute.

O goleiro Carlos Salazar, que fez uma série de boas defesas, nada pôde fazer.

Com o golaço no ângulo esquerdo, Fred chegou a quatro na artilharia desta edição da Libertadores.

Foi a confirmação do domínio do Cruzeiro, que desde o primeiro instante havia assumido o controle da partida.

Uma cabeçada de Léo aos 6 minutos foi o primeiro aviso. Fred, aos 14, e Lucas Silva, aos 22, também testaram os reflexos de Salazar.

O Deportivo Lara não criava chances além de um chute sem perigo de Bernaldo Manzano.

E então veio o gol de Fred, que também foi fundamental no Campeonato Mineiro conquistado no fim de semana.

O atacante fez 12 gols em 12 jogos disputados nessa competição, na qual o Cruzeiro venceu a final contra o Atlético Mineiro. Depois da festa a expectativa era que Mano Menezes poupasse alguns jogadores antes do início do Brasileirão, mas acabou colocando em campo suas principais peças diante do Lara.

- Sassá decreta vitória -

Sob a direção de Leo González, o Deportivo Lara parecia melhorar depois do intervalo. O Cruzeiro havia dominado a posse de bola até esse momento e o time venezuelano começou a crescer mas isso não se traduzia em oportunidades claras.

Enquanto isso, a equipe mineira continuava ameaçando a meta do Deportivo Lara.

Aos 21 minutos do segundo tempo, Marquinhos, em uma jogada iniciada por Fred, obrigou Salazar a fazer uma nova defesa.

A situação ficou mais favorável para os brasileiros quando Jadson foi derrubado na área pelo zagueiro paraguaio Marcos Miers. O árbitro boliviano Gery Vargas não teve dúvidas: pênalti.

Sassá, que havia entrado no lugar de Fred, cobrou tranquilo e aumentou, decretando ais uma vitória para a equipe de Belo Horizonte.

O Deportivo Lara ainda tem chances de avançar para as oitavas de final, mas tem pela frente um compromisso difícil: o Huracán no próximo dia 8 de maio em Buenos Aires.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história