O Liverpool, finalista na temporada passada, garantiu a classificação às semifinais da Liga dos Campeões ao golear por 4 a 1 o Porto, nesta quarta-feira no jogo de volta das quartas de final, depois de ter vencido por 2 a 0 em Anfield na ida.

Em um jogo em que o Porto tomou a iniciativa das ações ofensivas, o Liverpool nunca viu a vaga ficar realmente em perigo e venceu com gols do senegalês Sadio Mané (26), do egípcio Mohamed Salah (65), do brasileiro Roberto Firmino (77) e do holandês Virgil Van Dijk (84).

O único gol português foi marcado pelo zagueiro brasileiro Eder Militão (68), contratado pelo Real Madrid para a próxima temporada.

No momento em que o Porto mais atacava e pressionava pela abertura do placar, o Liverpool abriu o placar com Mané, após passe preciso de Salah, que recebeu dentro da área rodeado de seis marcadores e encontrou um pequeno espaço para servir o companheiro senegalês.

No restante da partida, a superioridade técnica dos jogadores do Liverpool bastou aos ingleses. Com o gol de Mané, o Porto precisava balançar as redes quatro vezes para ficar com a vaga, ou seja, era praticamente impossível.

- Trio infernal -

No segundo tempo, Salah deixou sua marca ficando cara a cara com o goleiro espanhol Iker Casillas, após receber passe preciso em profundidade de Trent Alexander-Arnold.

O gol de Militão, em cabeçada após cobrança de escanteio, não mudou o destino do Porto, que sonhava com uma virada e em alcançar as semifinais da Champions pela primeira vez desde 2004, quando se sagrou campeão europeu.

Deixado na reserva no início do jogo, preterido por Divock Origi, Firmino entrou em campo no meio do segundo tempo e mostrou todo seu faro de gol, cabeceando com precisão um cruzamento de Henderson, que também entrou na segunda etapa.

Para fechar o placar, Mané desviou um escanteio na primeira trave e Van Dijk apareceu para empurrar de cabeça.

Assim, mais uma vez, o Liverpool foi carregado por seu infernal trio de ataque Salah-Mané-Firmino, que participou dos lances de todos os gols ingleses.

Ao fim do jogo, os jogadores do Liverpool comemoraram a vaga às semifinais, mas sem tanto entusiasmo, já que passar pelo Porto era obrigação para o atual vice-campeão europeu.

Agora, o desafio que espera os Reds na penúltima fase da Liga dos Campeões será à altura da maior competição de clubes do mundo: o Barcelona de Lionel Messi.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história