O ex-jogador argentino Diego Maradona se solidarizou nesta quarta-feira com Pelé, internado na véspera em um hospital de São Paulo após voltar de Paris, onde o Rei do futebol ficou seis dias hospitalizado devido a uma infecção urinária.

Maradona, técnico do clube mexicano Dorados de Sinaloa, publicou no Instagram uma foto em que é possível ver os dois ex-jogadores muito novos lado a lado enquanto Pelé toca violão.

"Hoje está foto comemora 40 anos. Foi no Rio de Janeiro, quando nos conhecemos pessoalmente. Como éramos jovens... Te desejo uma pronta recuperação Rei @Pele, muita força!!!", escreveu Maradona na legenda.

A notícia da internação de Pelé, 78 anos, no Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo foi dada poucas horas depois do lendário ex-jogador chegar ao Brasil após a viagem à França.

Em boletim médico, o hospital explicou que Pelé "foi hospitalizado na capital francesa depois de apresentar um quadro de infecção urinária desencadeada por cálculo em uréter", problema que foi tratado com sucesso.

Em declarações ao jornal O Estadão, um assessor do ex-jogador, José Fornos, explicou que a internação em São Paulo estava prevista. "É parte do tratamento iniciado na França. Primeiramente ele tratou a infecção para em seguida retirar a pedra no rim".

Ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos em cadeira de rodas, acompanhado por assistentes, Pelé declarou diante de um grupo de jornalistas: "Mais uma vez correu tudo bem, graças a Deus. Estou vivo. Viva o Brasil".

frágil saúde de Pelé, único jogador a conquistar três Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970), tem sido uma fonte de preocupação nos últimos anos.

O mundo do futebol chegou a temer pela vida de Pelé em novembro de 2014, quando ele foi internado na unidade de tratamento intensivo após uma infecção urinária que o obrigou a passar por uma hemodiálise.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história