Daniele De Rossi, 35 anos, deixará ao final da temporada a Roma, único clube em que atuou na carreira e do qual era o capitão, anunciou nesta terça-feira o time da capital italiana em nota.

"De Rossi planeja começar uma nova aventura. Será o fim de uma era", anunciou o clube ao comentar a saída do emblemático jogador, que se despedirá dos torcedores no duelo contra o Parma, em 26 de maio, na última rodada do Campeonato Italiano.

O adeus poderá relembrar o de Francesco Totti, maior jogador da história do clube e que fez o Estádio Olímpico de Roma chorar há dois anos, quando pendurou as chuteiras.

"Vamos todos derramar lágrimas quando ele vestir pela última vez a camisa da Roma contra o Parma, mas respeitamos sua vontade de prolongar a carreira, quando está perto dos 36 anos, mesmo que seja longe da Roma", declarou o presidente do clube, Jim Pallota.

De Rossi, nascido na capital, construiu toda a carreira na Roma, clube que o revelou.

Disputou 615 jogos e marcou 63 gols pela Roma, conquistando duas Copas da Itália (2007 e 2008) e uma Supercopa (2007).

Ele assumiu a braçadeira de capitão após a aposentadoria de Totti, em 2017.

De Rossi é também o quarto jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção da Itália, com 117 jogos, e foi campeão mundial com seu país em 2006.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história