O Liverpool se classificou à final da Liga dos Campeões, no próximo 1 de junho em Madri, após vencer por 4 a 0 o Barcelona de Lionel Messi em Anfield, nesta terça-feira, revertendo a derrota por 3 a 0 sofrida no Camp Nou, na semana passada.

Apesar dos desfalques de peso, como os atacantes Mohamed Salah e o brasileiro Roberto Firmino, lesionados, e da enorme desvantagem no confronto, o Liverpool foi buscar a classificação empurrado pela fanática torcida em Anfield, armando uma enorme pressão para cima do Barcelona. O objetivo foi alcançado com dois gols cada do belga Divock Origi (7 e 79 min) e do holandês Georginio Wijnaldum (54 e 56).

A equipe inglesa, que buscará um sexto título continental de sua história, conhecerá seu adversário na final nesta quarta-feira, após o jogo de volta da outra semifinal entre Ajax e Tottenham. O time holandês venceu na ida por 1 a 0.

A final será a segunda consecutiva para os comandados de Jurgen Klopp, que no ano passado foram derrotados pelo Real Madrid, em Kiev.

Os Reds terão assim a chance de erguer um troféu ao fim da temporada, em um momento em que aparecem na segunda colocação da Premier League e dificilmente conseguirão tirar o título das mãos do Manchester City no torneio doméstico.

Já o Barcelona reviveu os traumas do ano passado, quando foi eliminado pela Roma após sofrer uma virada similar, após vencer o jogo de ida por 4 a 1 no Camp Nou, mas ser derrotado pelos italianos na volta por 3 a 0 nas quartas de final.

Coincidência ou não, o goleiro da Seleção brasileira Alisson, que fez grande partida nesta terça, era o goleiro da Roma quando o time da capital italiana foi buscar a vaga contra os catalães.

Com a derrota, o Barça também perde a chance de conquistar a tão sonhada Tríplice Coroa da temporada, após garantir o título espanhol e a presença na final da Copa do Rei.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história