A Uefa é "irresponsável" - afirmou nesta sexta-feira (10) o técnico do Liverpool, Jurgen Klopp, após diversos torcedores se mostrarem indignados com os preços das passagens e dos ingressos para as finais das Copas da Europa, que terão apenas clubes ingleses.

Tottenham e Liverpool farão a final da Liga dos Campeões em 1º de junho, em Madri, enquanto Arsenal e Chelsea se enfrentam na decisão da Liga Europa no dia 29 de maio, em Baku.

Os torcedores dos clubes londrinos terão de planejar uma viagem de 9.000 quilômetros de ida e volta até a capital do Azerbaijão.

"Os cara (da Uefa) que decidem o local das finais, eu não sei o que eles têm na cabeça... Baku, eu nem sei como chegar lá, nem sei se há voos diretos para este destino", lamentou o técnico alemão do Liverpool.

"Essas decisões precisam ser mais bem pensadas. Eles precisam mostrar mais consideração com os torcedores quando escolhem as cidades que receberão as finais. É irresponsável, não sei como fazem isso", continuou Klopp.

De fato, não há voo direto de Londres para Baku previsto para a semana anterior à final da Liga Europa.

Os torcedores de Arsenal e Chelsea também ficaram irritados ao descobrir que a Uefa reservou apenas 6.000 ingressos para cada clube classificado à final da Liga Europa, para um estádio olímpico com capacidade para 68.700 espectadores.

O Arsenal, que também declarou publicamente sua insatisfação com o número de ingressos reservados, acredita que seus torcedores terão de desembolsar mais de 1.100 euros para ir e voltar de Baku. Isso sem contar os custos com alojamento e ingresso.

Os torcedores de Liverpool e Tottenham, que terão mais facilidades para chegar até Madri, palco da final da Champions, também viram os preços das passagens, dos hotéis e dos ingressos explodirem bruscamente.

"Nossa felicidade de chegar à final foi ofuscada pelo preço da viagem, do alojamento e dos ingressos", criticaram os torcedores dos dois clubes em nota conjunta.

"Os preços dos voos para Madri e para as cidades próximas aumentaram em 840%. Os preços de quartos de hotéis estão custando mais de 1.100 euros por noite e os ingressos para o jogo custam mais de 600 euros. Isso é extorsão", acrescenta a nota.

"É preciso transparência da Uefa e por parte de nossos clubes sobre a maneira como os preços dos ingressos são decididos e como estes são distribuídos", concluíram os torcedores no comunicado.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história