Fique atento aos sintomas que indicam a inflamação da tatuagem Ricardo Wolffenbüttel/Agencia RBS

Para que a tatuagem fique bonita é fundamental atentar-se à cicatrização

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

As tatuagens conquistaram bastante espaço entre todos nós, podendo ser de tamanhos variados, coloridas ou não, com desenhos, letras, frases e podem ser feitas nos lugares mais inusitados do corpo. No entanto, para que a tatuagem fique bonita, sendo um atrativo a mais para a pele, é fundamental atentar-se à cicatrização. Qualquer descuido pode fazê-la infeccionar comprometendo o desenho.

Segundo o dermatologista Fernando Passos de Freitas, inflamar não é comum, mas o risco não pode ser totalmente descartado.

— É natural, em um prazo de até sete dias, a região tatuada ficar avermelhada, inchada e dolorida. Após tal prazo, se a região estiver inflamada será possível notar vermelhidão em alguns pontos, dor, elevação do desenho e coceira excessiva. Em casos mais graves, pode até aparecer pus, indicando infecção — explica.

Ao fazer uma tatuagem, alguns cuidados básicos são essenciais para que o desenho fique conforme o desejado, evitando sua descoloração, infecção e até deformidades. É necessário fazer um curativo no local com uma pomada que contenha ácido dexpantenol, cuja função é a reconstituição do tecido epitelial.

— A fixação dos pigmentos na pele ocorre por meio do processo inflamatório local que levará ao aparecimento de células chamadas macrófagos, que tentam destruir o pigmento, mas não conseguem e acabam formando o desenho da tatuagem — esclarece o dermatologista.

Lidar com uma tatuagem infectada é coisa séria. Ao menor sinal de inflamação, não ignore o problema. É preciso ficar alerta a qualquer alteração na coloração entre rosa e vermelho ao redor da tatuagem.

— Ao notar qualquer alteração na cor da pele acompanhada de prurido, inchaço e vermelhidão nas primeiras 48 horas, busque orientação médica, pois a tatuagem pode ter infeccionado.

Não manter a área limpa, permitir o contato da roupa na região, deixar de aplicar a pomada apropriada para criar uma barreira protetora sobre a ferida podem contribuir para uma infecção.

Veja quais são as alterações na pele que indicam o problema:

Aumento na vermelhidão e irritação no local da tatuagem.

Qualquer secreção em tom amarelo ou verde.

Mau cheiro provindo da região.

Febre acima de 38 graus.

Dores musculares.

Fraqueza geral.

Reação alérgica ou infecção?

Também é possível enfrentar outros problemas com a tatuagem, além da infecção.

— Algumas pessoas notam pequenas saliências avermelhadas que se desenvolvem em torno do local tatuado. Esse sinal não corresponde a uma infecção, mas a uma provável reação alérgica ao tipo de pomada usada. Caso as saliências aumentem de tamanho, a pomada deve ser trocada por outro produto — afirma.

Como tratar uma infecção?

Para tratar o problema é preciso manter a ferida sempre limpa. Dependendo da gravidade da infecção pode ser necessário o uso de antibióticos evitando que as bactérias atinjam a corrente sanguínea e provoquem complicações à saúde.

Para evitar esse tipo de complicação, procure seguir as seguintes recomendações:

Evite o uso de sauna por um período de sete a 15 dias após a realização da tatuagem.

O banho de mar na primeira semana também deve ser evitado para que não ocorra risco de contaminação.

No banho diário a tatuagem deve ser lavada suavemente, sem esponja ou bucha, e com sabonete neutro.

Siga todos os cuidados após a instrução dada.

Observe atentamente para qualquer sinal de infecção.

Evite expor a tatuagem ao sol.

Estrias vermelhas que se irradiam à partir do local de origem da tatuagem podem ser um grave sinal de envenenamento do sangue. Não hesite em procurar o médico.
DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história