Família de skatistas viaja de kombi até o Chile em busca de ladeiras radicais e muitos slides Betina Humeres/Agencia RBS

Foto: Betina Humeres / Agencia RBS

Ladeira abaixo. Assim foram construídos os laços da família Yuppie, que são reforçados diariamente em manobras e slides de skate pelas ruas íngremes de Florianópolis. Cumplicidade que será colocada à prova a partir deste domingo, quando Sergio Yuppie, 40 anos, e seus três filhos embarcam em uma viagem de um mês de Santa Catarina até o Chile em busca de novos "picos". A aventura será feita de kombi e filmado para uma série de três episódios que irá ao ar no Canal Off.

— Temos um roteiro, mas a ideia da trip é estar passando de carro, ver uma ladeira, parar e filmar lá. E também convidar nosso seguidores nas redes sociais em cada cidade. Quero sempre valorizar os skatistas locais — explica Yuppie.

Lapo Coutinho vence o desafio de ondas grandes em Laguna
Família catarinense descobre benefícios do triatlo desde a infância
Veja mais vídeos do Aventura SC

Sergio, paulista que há dez anos escolheu a "Califórina brasileira" para estabelecer residência, é um dos maiores nomes de downhill slide do planeta. Foi pentacampeão mundial da modalidade até 2011, quando se aposentou das competições. A paixão pelo skate passou de pai para filho e hoje Fernando, 22 anos, Júnior, 20, e Christian, 9, seguem os mesmos passos.

— O segredo foi não forçá-los a andar. A casa sempre respirou skate, desde o berço, mas nunca fui de obrigar. Tem que ser natural — conta.


Naturalmente, os ensinamentos do pai ajudaram Fernando a assumir o papel de skatista profissional da família, mas, para ele, competir é apenas um detalhe — mais um entre tantos prazeres proporcionados pelo esporte.

MOUNTAIN BIKE - Velocidade e adrenalina em trilhas de SC
CAIAQUE EXTREMO - Catarinense desafia cachoeiras de caiaque
HIGHLINE - Veja quem atravessa as aluturas em Florianópolis

— A competição é uma oportunidade de união da galera. Legal é ver o amigo, o irmão acertando a manobra que você ensinou, é a maior gratidão — define o primogênito.

Essência do skate levada adiante

O roteiro básico de viagem da família Yuppie já está traçado. Em Santa Catarina: Florianópolis, Águas Mornas, Serra do Tabuleiro e Urubici. No Rio Grande do Sul: Novo Hamburgo, Teutônia e Porto Alegre. Além de Mendoza, na Argentina, e Santiago, no Chile, passando pela Cordilheira dos Andes.

— O planejamento de viagem é de um mês, vou ter que ter fôlego para andar de skate, cuidar dos filhos e da kombi, a Mimosa, que para mim é a personagem principal — afirma Sergio.


Estilosa como os donos, Mimosa foi toda adptada — tem até TV e pia internas — e passou meses entre indas e vindas ao mecânico para garantir o mínimo de conforto e segurança para que a família leve adiante seu principal recado:

— Mostrar para o pessoal que skate é um esporte, envolve família, envolve mercado. Quando comecei a andar, 30 anos atrás, o esporte era muito incriminado, se voce saísse de skate na rua a polícia ia atrás. Hoje em dia não, está mais profissional e tem que ser a cada dia mais — finaliza.

Downhill slide

É uma modalidade do skate praticada em ladeiras, em que a intenção é descer em alta velocidade dando slides, ou seja, derrapadas, giros e cavalos de pau com o skate. Quanto mais variedade de manobras e maior o nível de dificuldade, melhor. É uma vertente que tem ganhado muitos seguidores por não necessitar de rampas para a prática e competição.

DIÁRIO CATARINENSE
 Veja também
 
 Comente essa história