Brasileiros dominam o primeiro dia do Red Nose Pro Florianópolis Guto Kuerten/Agencia RBS

Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

Willian Cardoso e Krystian Kymerson se destacaram entre os 64 surfistas de 18 países que competiram nas 16 baterias que abriram a etapa apresentada pelo Costão do Santinho Resort Spa & Golf na Ilha de Santa Catarina

Organização adia início da etapa de Portugal do WSL
Leia mais sobre surfe

Os brasileiros fizeram as honras da casa e se destacaram no primeiro dia do QS 6000 Red Nose Pro Florianópolis SC na praia do Santinho, no norte da Ilha de Santa Catarina. Eles venceram metade das 16 baterias disputadas, com o catarinense Willian Cardoso e o capixaba Krystian Kymerson fazendo os recordes do dia. Do total de 144 participantes de 24 países, 64 representantes de dezoito nações competiram na terça-feira e só na sétima bateria o sul-africano Dylan Lightfoot conseguiu acabar com a invencibilidade do Brasil na etapa apresentada pelo Costão do Santinho Resort, que abre a "perna brasileira" da WSL South America em Florianópolis.

— O campeonato demorou para começar, o que foi bom para mim descansar um pouco porque tinha surfado bem cedo já e é muito bom começar um evento com o pé direito _ disse Willian Cardoso, recordista absoluto da terça-feira com nota 9,37 e 17,17 pontos de 20 possíveis. 

— Fazia muito tempo que eu não entrava na primeira fase e estava um pouco nervoso, mas tem altas ondas lá dentro, o mar tá irado e estou muito feliz pela minha atuação. Eu procurei pegar as ondas com mais buraco e fazer as manobras certas nos momentos certos. Meu filho está prestes a nascer, é um momento único na minha vida, então isso me dá mais força pra continuar lutando pelo meu objetivo.

Quem chegou mais perto dessa marca foi o capixaba Krystian Kymerson, que usou as manobras aéreas nas direitas do Santinho para totalizar 17,00 pontos no oitavo confronto do dia. O voo mais incrível foi o aéreo full rotation de backside sem as mãos na prancha que arrancou nota 9,17 dos juízes. Na disputa pela segunda vaga, o carioca Jeronimo Vargas completou a segunda dobradinha brasileira da terça-feira, dessa vez sobre dois surfistas da França, Andy Criére e Nelson Cloarec.

A primeira fase do Red Nose Pro Florianópolis SC continua nessa quarta-feira, com a primeira chamada para a 17a bateria marcada para as 7h30 na Praia do Santinho. No segundo dia, começam a estrear os cabeças de chave na segunda rodada da competição. O número 1, Alex Ribeiro, um dos três brasileiros já garantidos na elite dos top-34 do WCT entre os dez indicados pelo ranking do WSL Qualifying Series, entra na primeira bateria com o francês Diego Mignot e dois catarinenses, Caetano Vargas e Beto Mariano.

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história