Candidatos do Enem em Santa Catarina são mais jovens que média nacional Julio Cordeiro/Agência RBS

Provas serão aplicadas neste sábado e domingo para 7,7 milhões de pessoas, sendo 162 mil em SC

Foto: Julio Cordeiro / Agência RBS

O candidato do Enem 2015 em Santa Catarina é mais jovem e menos graduado que a média nacional. Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (Inep) nesta quinta-feira mostram que, percentualmente, o Estado tem mais menores de 16 anos fazendo a prova, mais candidatos cursando o terceirão e menos adultos inscritos.

O maior grupo etário no país, por exemplo, é o formado por candidatos que têm entre 21 e 30 anos – eles são 30,9% do total. Em Santa Catarina esse mesmo grupo representa apenas 23,1%.

Já os candidatos até 17 anos – justamente o principal foco do exame, que é voltado a estudantes do Ensino Médio – são 39,8% no Estado, mas somente 25,1% na média nacional.

As provas do Enem serão aplicadas neste sábado e domingo para 7,74 milhões de pessoas, sendo 162,5 mil de SC. O exame serve tanto para quem pleiteia uma vaga no ensino superior federal quanto para quem busca um financiamento em uma instituição privada. A nota também pode ser utilizada para intercâmbios como o Ciências Sem Fronteiras e até para validar o Ensino Médio.

Idade média de candidatos cai com escolaridade

Para o professor Otávio Auler, coordenador do cursinho público Pró Universidade e blogueiro do Grupo RBS, o nível de escolaridade do Estado seria uma das explicações para a diferença. Junto com Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, Santa Catarina costuma figurar entre os primeiros lugares em todos os rankings educacionais.

No último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgado, por exemplo, Santa Catarina ficou em primeiro lugar no Ensino Médio e nos anos finais do Ensino Fundamental.

— Isso traz junto outros elementos, como o acesso à informação e à educação pública, ou o baixo índice de analfabetismo. Como há menos adultos que deixaram de passar pela educação regular, a idade média dos candidatos acaba diminuindo — explica o professor, que também ressalta o crescente número de instituições que usam a nota do Enem para selecionar estudantes.

77,6% dos candidatos catarinenses são brancos

Na maior parte das estatísticas do Inep para o Enem 2015, Santa Catarina mantém taxas proporcionais próximas à média brasileira: gênero, número de atedimentos específicos (sabatistas, nome social para transexuais, gestantes etc) ou atendimentos especializados (baixa visão, déficit de atenção, cegueira), entre outros.

O dado que mais destoa da média brasileira é o étnico. Enquanto em SC os brancos são 77,6% dos candidatos, no país os negros são a maioria, somando 58,17% do total. Os números acompanham os dados registrados pelo IBGE em 2010.

As tabelas utilizam a mesma classificação do instituto, que consideram negros os auto declarados pretos e pardos no último censo.

 

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história