Catarinense Igor Amorelli se prepara para disputar o Ironman no Havaí Romulo Cruz/Divulgação

Foto: Romulo Cruz / Divulgação

Quem mora em Balneário Camboriú já pode ter visto ele sair do mar nadando e seguir correndo pela areia; ou vê-lo pedalando de madrugada, ao sol escaldante, ou sob chuva; ou, quem sabe, correndo pela cidade sem parar. E, até mesmo, fazendo as três coisas ao mesmo tempo.

Leia mais sobre esportes outdoor no Aventura SC

Este é Igor Amorelli, único brasileiro a vencer uma etapa do Ironman, competição mais difícil do planeta. E ele estará em ação, no próximo sábado, no Havaí, desafiando os melhores atletas do mundo na competição que é considerada uma das mais duras que existem, e busca ir além do resultado de 2013, quando foi 13º na sua estreia.

Catarinense Igor Amorelli é o melhor brasileiro no Ironman 70.3 Brasília
Igor Amorelli faz história com a conquista inédita do Ironman Florianópolis

Radicado em SC, Igor conversou com o DC sobre sua expectativa, treinamento e ansiedade. O atleta está em Kona, onde chegou de forma antecipada para uma aclimatação. Lutador e apaixonado por seu esporte, Igor não coleciona expectativa por reconhecimento público, quer apenas ser eficiente e encarar desafios e representar bem SC e o país.

O que significa representar o Brasil e Santa Catarina na maior competição de triatlo do planeta?
Igor Amorelli -
Eu fico muito feliz de poder representar o Estado e o país aqui, é uma honra e um prazer. Eu espero que eu possa representar bem no dia da competição.

Como foi sua preparação, houve uma importante aclimatação...
Amorelli -
A gente chegou ao Havaí com três semanas de antecedência para a prova, para adaptar bem com o clima, aqui é muito calor, com o percurso, pois aqui venta muito, e também com o fuso-horário. Conseguimos fazer alguns treinos bem importantes, pois com três semanas ainda dá para treinar forte, até simulando a prova.

Dá para projetar uma melhora em relação ao excelente 13º de 2013 e a marca de 8h34min59seg já obtidos?
Amorelli -
É difícil falar sobre resultado com relação a 2013. Tudo vai depender muito do clima do dia da prova, vento e alguns outros fatores. Vamos ver, a gente treinou bastante e tem tudo para dar certo.

Uma grande participação em Kona é um sonho para você?
Amorelli -
Com certeza, desde quando começamos no triatlo essa prova sempre foi a mais importante, sempre foi nosso objetivo. O que queremos é acertar a prova aqui.

Você acredita que as pessoas imaginam só um pouquinho do que significa o sacrifício de um atleta para chegar ao Ironman? Você se sente valorizado no Brasil?
Amorelli -
Essas coisas de ser valorizado ou não eu procuro nem pensar muito, pois isso não é minha prioridade. O que me motiva mesmo, o que eu gosto de fazer é isso. Procuro deixar esses pensamentos de ser valorizado e reconhecido para depois, para mim não é o mais importante. É claro que é legal, mas o mais importante é que eu sou feliz com o que eu faço.

Um recado para a torcida catarinense e brasileira...
Amorelli -
Queria pedir para a galera torcer para todos nós aqui na prova, para todos os brasileiros. Mandar bastante energia para nós, pois com certeza vamos precisar. Vou lutar bastante no dia da prova para trazer um bom resultado.

Confira todas as notícias de Esportes

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história