Centros de Inovação em Santa Catarina devem combinar ideias de diferentes áreas Jefferson de Oliveira Gomes,Senai,palestra,Acate/Agencia RBS

Jefferson de Oliveira Gomes falou sobre indústria 4.0 na Acate

Foto: Jefferson de Oliveira Gomes,Senai,palestra,Acate / Agencia RBS

A criação de 13 centros de inovação distribuídos pelo estado de Santa Catarina devem funcionar como espaços para reunir profissionais de diferentes áreas com o objetivo de inovar processos e criar tecnologias para as suas regiões. A Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), fundada em 1986, se organizou neste ano com uma nova estrutura onde reúne diversas empresas e associa potencias diferentes.

Evento apresenta Frente Parlamentar pela Inovação e projetos de pesquisa

— Hoje ninguém mais faz algo sozinho. Nesse novo prédio da Acate onde as pessoas se reúnem e se encontram. O mesmo pode ocorre com esses novos centros de inovação em Santa Catarina para que eles sejam um lugar onde as pessoas se encontram para inovar. É preciso reunir pessoas de diversas áreas para gerar algo novo — acredita Guilherme Stark Bernard, presidente da Acate

A mesma ideia é defendida pelo diretor regional do Senai/SC, Jefferson de Oliveira Gomes. Em palestra aberta na Acate, Gomes apresentou alguns conceitos de indústria 4.0, em que o cerne do desenvolvimento é o conexão de redes para o desenvolvimento de produtos.

— Estamos acostumados a inovações disruptivas, que davam novas opções e novos horizonte. Nos próximos anos veremos evoluções com associações dessas inovações. O mundo continuará disruptivo, mas será reflexo da conexão dessas coisas. Inteligente serão as pessoas que perceberem que melhoria é sempre necessária e será feita combinando ferramentas e recursos diferentes — explica Gomes.

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história