Mercado dos food trucks movimenta outras áreas da economia em SC Maykon Lammerhirt/Agencia RBS

Empresa de Jaraguá do Sul precisou se reinventar de acordo com o mercado

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Nas décadas de 1970 e 1980, os trailers para vender comida foram a especialidade da HC Hornburg Implementos Rodoviários. Ao longo da história, a empresa de Jaraguá do Sul precisou se reinventar de acordo com o mercado. Após se especializar na construção de carrocerias de frigoríficos, só neste ano oito projetos foram criados para o ramo gastronômico.

– Há dois anos, percebemos que os food trucks e os motor-homes estavam voltando com peso. Por isso, retornamos ao mercado – afirma o analista comercial da HC, Rafael Novack Calé.

Clique e confira um mapa interativo do 2º Festival Food Truck Joinville

Com o mesmo material dos frigoríficos, os restaurantes sobre rodas são feitos com isolamento térmico e com a estrutura de um baú de carregamento, o que dá maior conforto e resistência ao produto. Segundo Calé, a ideia é adaptar o que o cliente quer com o que a HC pode oferecer.

– Depois de definido o projeto, entregamos o food truck em 30 dias. Mas como lidamos com sonho, o projeto demora um pouco mais. Temos empresas parceiras que fazem a parte dos móveis. Ao todo, o cliente irá investir uns R$ 150 mil – destaca.

Festival Food Truck Joinville confirma 40 restaurantes e oferece workshops para empreendedores

A HC atende a todo o território nacional com pontos de instalação em São Paulo e Recife, mas a febre dos foods trucks está na região Sudeste do País,  segundo Calé.

A legislação que regualmenta a atividade nas ruas de Jaraguá do Sul ainda está no setor jurídico da Prefeitura.  O procurador do município, Raphael Rocha Lopes, afirma que são necessários novos pareceres técnicos para a assinatura do decreto.

A NOTÍCIA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história