Três estudantes que se deram bem no Enem dão dicas para os últimos dias antes das provas André Ávila/Agencia RBS

Pedro Macedo, 19 anos, que hoje cursa Engenharia Química na UFRGS, conquistou vagas em três diferentes universidades com o Enem

Foto: André Ávila / Agencia RBS

O que se deve fazer a dois dias do Enem: aproveitar os últimos momentos para absorver a maior quantidade de conteúdo possível ou relaxar e descansar para a prova?

Para ajudar os candidatos com essa dúvida, o caderno Educa compilou dicas de estudantes que prestaram o exame em edições anteriores e se deram muito bem. João Pedro Dalla-Bona, 18 anos, passou, no ano passado, para Medicina na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) com o Enem – já que a instituição utiliza o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) no processo de seleção. Sua média final foi de 806 pontos. Pedro Macedo, 19 anos, que hoje cursa Engenharia Química na UFRGS, conquistou vagas em três diferentes universidades, sendo que duas dessas admissões, na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e na UFCSPA, ocorreram enquanto ele estava no segundo ano do Ensino Médio.

Dicas para encarar os últimos dias antes do Enem 2015
"Provas do Enem estão absolutamente seguras", diz Mercadante

Já Mariana Peral, 20 anos, entrou no UniRitter com o Programa Universidade para Todos (ProUni), que também utiliza a nota do Enem, para cursar Nutrição. Sua nota lhe rendeu vagas em outras quatro universidades – na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), na Universidade de Caxias do Sul (UCS) e na Universidade de Passo Fundo (UPF). Neste ano, ela fará a prova novamente, pois tem como objetivo cursar Medicina.

Os três acreditam que os últimos momentos antes do Enem não devem ser utilizados para estudos pesados. Enquanto João Pedro e Mariana relaxaram, Pedro Macedo somente revisou conteúdos importantes e assistiu a vídeos com dicas de professores pela internet.

– Eu acho que a maior dica é ir descansado. O que a gente pode acertar de questão com estudo na véspera é uma ou duas, mas podemos errar várias por cansaço – opina João Pedro.

Mariana Peral, 20 anos

Como estudou

Fez o Enem duas vezes, uma no terceiro ano do Ensino Médio, cursado no Colégio Estadual Doutor Glicério Alves, e uma depois de fazer um ano do cursinho Fênix. Tinha muita disciplina e regulava os horários de estudo. A cada dia, focava em uma área do conhecimento de acordo com a divisão do Enem (e não por disciplina, como no colégio).

– Para ter um bom rendimento, não adianta estudar muito tempo direto. É melhor marcar certo tempo para isso, fazendo pequenas pausas. Isso ajuda a fixar o conteúdo – propõe.

Dicas

Fazer simulados

Conforme Mariana, só se aprende a fazer o Enem fazendo o Enem.

Organizar o tempo na hora de fazer exercícios

A prática na realização de exercícios ajuda a regular o tempo durante a prova.

Tempo de lazer também é importante

Isso vale para o ano inteiro, mas principalmente na véspera da prova. Mariana passou o dia descansando e fazendo coisas que ela gosta. Mas lembre-se: é importante dormir cedo.

Revise até os conteúdos simples

Na última semana antes do Enem, Mariana estudou o básico.

– Às vezes, a gente se aprofunda tanto e se preocupa com os conteúdos complexos e esquece dos simples.

Pedro Macedo, 19 anos

Como estudou

Ex-aluno do Colégio Militar de Porto Alegre, Macedo afirmou que sempre estudou regularmente para o colégio, o que se refletiu no Enem. Não fez o habitual cursinho, mas teve aulas extras de biologia, por ser a disciplina que tinha mais dificuldade.
Assistia a vídeos na internet e revisava conteúdos de acordo com o que os professores ensinavam online. Prestou o exame três vezes.

Dicas

Fazer exercícios

Ler e assistir conteúdos jornalísticos

Macedo aconselha os candidatos a ficarem alertas para acontecimentos do cotidiano. Como exemplo, citou a crise hídrica e o fenômeno da Lua Sangrenta, assuntos que circulavam nos jornais no ano em que prestou o exame. Ele acredita que isso auxilia principalmente a escrever a redação.

Praticar redação

– Foi no que saí pior. Tem pouco tempo para fazer, e eu não praticava muito. Se pudesse fazer tudo de novo, teria escrito mais redações durante o ano.

Revisar

Ele indica que se utilize os últimos dias somente para revisão.

João Pedro Dalla-Bona, 18 anos

Como estudou

Por estudar no Colégio Leonardo Da Vinci, ligado a um cursinho, João Pedro ganhou bolsa para o curso preparatório. No entanto, não participava das aulas de matemática e física, por já ter facilidade nas matérias, e aproveitava o tempo para se aperfeiçoar em história e química também em outro cursinho. Estudava de noite durante a semana e à tarde nos finais de semana, mas não deixou de fazer academia ou de sair para se divertir. Prestou o Enem duas vezes.

Dicas

Ir descansado

Pensar em um roteiro para fazer as provas

No primeiro dia de prova, João Pedro fez tudo em ordem. No segundo, leu o tema da redação, fez as provas objetivas e depois escreveu o texto. Também intercalou as questões de matemática com as de linguagens, por acreditar que se cansaria menos.

– Não que essa seja a melhor opção para todo mundo, mas acho uma boa ir com uma ordem pré-definida – diz.

Não se preocupar em decorar todos os dados

Na véspera da prova, João Pedro aposta que não é aconselhável tentar decorar muitas informações:

– Muitas pessoas pensam errado. O Enem não quer um aluno-robô, mas alguém que saiba contextualizar as informações, o que é até mais difícil, porque
normalmente é algo que não se ensina muito.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história