Vídeo: Confira os cuidados que devem ser observados na hora de deixar seu pet em um hotel Felipe Carneiro/Agencia RBS

Hoteis oferecem serviço de recreação para os cães

Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Com a chegada do fim de ano e festas, as viagens são mais comuns e nem sempre é possível levar o animal de estimação junto. Se os proprietários não têm alguém de confiança que possa cuidar do animal durante o período de ausência, é preciso contratar algum serviço e as opções ficam entre deixar o cachorro ou gato em um hotel especializado ou aos cuidados de um pet sitter, que oferece serviço na residência.

Confira outros PET no DC

— A hospedagem é indicada para aqueles animais que não conseguem ficar sozinhos e existem até patologias relacionadas a isso. A companhia de outros animais e pessoas ajuda nesse tratamento — explica o veterinário especializado em comportamento animal Ricardo Fontão de Pauli.

Por outro lado, Pauli contextualiza que para os pets que não costumam ter bom relacionamento com outras pessoas ou animais, é melhor contratar um pet sitter:

— O mesmo vale para gatos que geralmente têm dificuldade se estressam para deixar os ambientes que estão acostumados.

Mas é o grande número de gatos que impressiona Rita Maria Fontanella, proprietária do Cães e Gatos Park Hotel, em Florianópolis. Além de "apartamentos" individuais para cães e uma área de lazer onde esses animais passeiam e brincam entre eles, o estabelecimento oferece um "gatil" que geralmente hospeda cerca de 10 felinos.

— Os gatos têm uma carência afetiva muito grande e buscamos dar bastante carinho. Temos um sistema de gatinho coletivo, onde todos os gatos se relacionam entre si no mesmo ambiente. Alguns até podem se estranhar, mas logo estão interagindo e brincando — conta Rita.

Em Santa Catarina os valores das diárias nos hotéis especializados para animais de estimação variam entre R$ 40 e R$ 60 e há opções de lugares nas principais cidades do estado: Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Itajaí e Blumenau.

Cuidados para se observar no local

Os estabelecimentos mais alinhados com os cuidados animais realizam uma rigorosa avaliação do pet antes de recebê-lo. Esses cuidados são tão importantes quanto a higiene e qualidade dos espaços ofertados.

— Todo o animal que chega passa por um exames de pulgas, carrapatos e mesmo que limpos, aplicamos o antipulgas. Também mapeamos se tem algum machucado e conversamos com os donos sobre o comportamento do animal. A ideia é deixar o mais perto dos hábitos praticados em casa — explica Bruna Razer, sócio-proprietária do hotel Clube do Carinho.

De Pauli ressalta que é importante o dono do animal entender bem quais as atividades que estão planejadas, passeios, brincadeiras e ter certeza que o animal não ficará apenas confinado em espaço com água e comida.

— Outra dica é levar o animal para passar um ou dois dias antes no hotel e depois trazê-lo de volta para casa. Assim ele se acostuma e conhece o lugar antes do período da hospedagem — sugere De Pauli.

DIÁRIO CATARINENSE
 DC Recomenda
 
 Comente essa história