Serra Catarinense registra sincelo e sensação térmica de - 24°C  Leo Munhoz/Agencia RBS

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Mais um amanhecer gelado na Serra Catarinense nesta quinta-feira com novo recorde de temperaturas negativas para 2016 no Estado. Às 5h da manhã fazia – 3.5 °C no Morro da Igreja em Urubici, onde pela segunda noite seguida foi registrada a mínima da madrugada catarinense. Já no Morro das Antenas, em Urupema, a vegetação amanheceu toda branca coberta de sincelo, outro fenômeno característico da região.

Morador de São Joaquim registra primeiros flocos de neve de 2016
Confira as mínimas nas cidades serranas de SC

Além dos cristais de gelo congelados sobre a superfície, o vento com velocidade média de 40km/h e as rajadas de até 70km/h, derrubavam a sensação térmica para - 24°C. E foi esse frio intenso e paisagens bonitas que motivaram pessoas a viajar pela madrugada rumo à Serra.

Ainda era escuro quando Ronaldo e Anita Klebber, de Pomerode, chegaram pela estrada que conduz ao topo do Morro das Antenas, a 1.750 metros de altitude. O casal deixou sua residência às 11h da noite de terça-feira em busca de frio.

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Amanhecer é de temperatura negativa na Serra e sensação térmica chega a -16ºC

— Todo ano a gente vai atrás do frio. Nessa noite já fomos para Urubici e agora vamos ficar aqui (Urupema) até amanhecer. Deve ficar bonito se o sincelo permanecer — conta Ronaldo, vestido com touca, casacos e cachecóis ainda dentro do carro.

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

O sincelo ocorre quando em noites frias e de nevoeiro intensos a umidade do ar se congela ao tocar a superfície do solo. Formam-se cristais brancos de gelo, que lembram neve ou geada, mas são mais finos e não caem como chuva. Apesar do frio em toda a região de Urupema, o fenômeno se restringiu ao topo do Morro das Antenas, onde havia nevoeiro rente ao solo.

Conforme o dia ficava mais claro e amanhecia, mais carros chegavam ao topo do Morro das Antenas. Jornalistas, fotógrafos, turistas, entusiastas todos em busca de uma sensação rara. De Bombinhas, no Litoral, Alex Pinheiro viajou com a família durante toda a noite. Nelson e Priscila Lima saíram de Lages e, às 6h30min, foram os primeiros a criar coragem e sair do carro para fotografar.

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

— Nunca tínhamos visto. Muito bonit,o tudo branco, e frio, muito frio — fala rápido enquanto esconde as mãos nos bolso Nelson Lima, que é de São Paulo, e mora há 6 meses em Lages.

O casal paulista, acostumado com calor e médias acima de 30 °C, já se encantou pelo frio catarinense e resumiu bem como encara o inverno e as temperaturas mais frias:

— Zero grau é muito melhor que 40° C — garante Nelson Lima.

São Joaquim teve a tarde mais fria de abril nos últimos 24 anos

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

No geral, o Estado amanheceu com os termômetros marcando em torno dos 10°C. Já no Oeste, a mínima ficou na casa dos 0°C e na Serra as temperaturas foram negativas. Já na região litorânea de Santa Catarina, como Florianópolis, o amanhecer registrou 8°C. O meteorologista do Grupo RBS, Leandro Puchalski, listou alguns destaques. Confira: 

Morro da Igreja (Entre Bom Jardim da Serra e Urubici): -3,5ºC
Morro das Antenas (Urupema): -3,2ºC
Urubici: -2,3ºC
São Joaquim: -1,9ºC
Água Doce: -0,7ºC
Pinhal da Serra e Tangará: -0,1ºC
Lebon Régis: 0,5ºC
Painel: -0,4ºC
Campo Belo do Sul: 0,7ºC
Campos Novos: 0,9ºC
Monte Carlo: 1,1ºC
Curitibanos: 1,3ºC
Lages: 0ºC
Vargem do Sul: 1,4ºC
São Bento do Sul, Santa Cecília, Otacílio Costa e Papanduva : 1,4ºC
Campo Alegre: 1,5ºC
Rio Negrinho: 1,6ºC
Ponte Serrada: 0,4ºC
Três Barras: 1,7ºC
Caçador e Mafra: 1,9ºC
Anitápolis: 2,0ºC
Monte Castelo: 2,2ºC
Arroio Trinta e Rio das Antas: 2,2ºC
Brunópolis: 2,3ºC
Ibaim: 2,5ºC
Rio Rufino: 1,6ºC

 Veja também
 
 Comente essa história