Preço da gasolina não vai baixar nas bombas de SC, afirmam sindicatos Germano Rorato/Agencia RBS

Queda nas refinarias foi compensada pela alta no valor do etanol, afirmam os representantes dos postos

Foto: Germano Rorato / Agencia RBS

O consumidor de Santa Catarina não irá sentir nas bombas a queda no preço da gasolina e do diesel, anunciada pela Petrobras na última sexta-feira. De acordo com sindicatos do setor, a alta no valor do etanol, em função da entressafra da cana-de-açúcar, compensou a redução da gasolina, combustível preferido dos catarinenses. Com isso, o preço cobrado nas bombas seguirá igual na maior parte dos postos do Estado. 

Petrobras anuncia redução do preço da gasolina e do diesel

Atualmente, a gasolina vendida no Brasil tem 27% de etanol em sua composição. Uma pesquisa feita pelo site G1 mostrou que o preço da gasolina nos postos de Florianópolis varia entre R$ 3,35 e R$ 3,69 o litro. Em Joinville, essa média cai para R$ 3,29, enquanto em Blumenau o valor varia de R$ 3,50 a R$ 3,70. Em Chapecó, a média é de R$ 3,59 por litro.

No Oeste do Estado, aliás, o sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Chapecó (Sindipostos) afirma que pode haver uma queda R$ 0,02 a R$ 0,03 no preço da gasolina em função de algumas promoções feitas pelos postos. Na maioria dos postos do Estado, no entanto, a gasolina continua no mesmo preço praticado na semana passada, segundo apuração da RBSTV. 

Anúncio na sexta-feira

Na última sexta-feira, a Petrobras anunciou uma nova política preços dos combustíveis, com redução de 2,7% do preço do diesel e 3,2% na gasolina. Os novos valores começaram a ser praticados no sábado. A queda, no entanto, se refere ao valor da comercialização nas refinarias. 




 Veja também
 
 Comente essa história