Secretaria de Educação de SC volta atrás e adia decisão sobre novo sistema de aprovação escolar Lucas Correia/Agencia RBS

Foto: Lucas Correia / Agencia RBS

A polêmica envolvendo o anúncio de mudanças na aprovação escolar em SC - alunos do ensino fundamental e médio poderiam passar para séries seguintes mesmo que tenham sido reprovados em alguma disciplina - ganhou um novo capítulo nesta sexta-feira. A Secretaria de Educação de SC voltou atrás, após afirmar em setembro que implantaria as mudanças em 2017, e adia a decisão sobre adotar o sistema. 

Através de assessoria de imprensa, a pasta afirmou nesta sexta-feira que "já tem o desenho de como vai trabalhar essa questão e vai discutir com o Conselho Estadual de Educação e debater com os gerentes regionais de educação". Esses debates devem acontecer ainda neste ano, porém a secretaria ainda não sabe se irá implantar as mudanças. 

Uma resolução do Conselho Estadual de Educação (CEE), aprovada em julho, orientava que as unidades da rede pública estadual e privada adotassem o que chamam de progressão parcial. Assim, se um aluno reprovasse em uma ou mais disciplinas, não teria que repetir todo o ano, mas passaria para o ano seguinte e faria uma nova avaliação para recuperar apenas o conteúdo que o professor identificar como necessário. A resolução gerou polêmica e debate entre especialistas. 

O Conselho Estadual de Educação (CEE), depois de uma reunião, afirmou que as escolas têm autonomia para definir se querem ou não adotar a progressão parcial. Nesta sexta-feira,  o presidente do CEE, Osvaldir Ramos, reafirmou que a decisão é de cada escola e que não há obrigatoriedade:

— Só sei que a Secretaria estava avaliando para implementar, não tenho conhecimento se resolveram algo. Não tem obrigatoriedade — disse. 

SC muda regra para aprovação escolar, e aluno poderá passar de ano mesmo reprovado em disciplina

Conselho de Educação de SC diz que escolas têm autonomia para adotar ou não nova regra de aprovação 

 


 Veja também
 
 Comente essa história