Jacaré aparece em casa no Portinho, em Laguna, e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros Rosana Helena Freitas / Divulgação/Divulgação

Foto: Rosana Helena Freitas / Divulgação / Divulgação

Uma visita inusitada movimentou o Portinho, em Laguna, na manhã desta segunda-feira. Um jacaré de pouco mais de 1,5 metro foi encontrado na casa de Rosana Helena Freitas, 52 anos, entre dois muros. O animal foi encontrado por volta das 7h30min, e virou atração. A artesã nunca tinha visto um jacaré, e depois do susto inicial, acionou o Corpo de Bombeiros de Laguna.

— O moço que está fazendo o muro veio mexer na obra e viu o jacaré ali. A lagoa mais perto deve ser uns 500 metros daqui. Então, não sei como ele veio tão longe. Se veio dali, atravessou a faixa e tudo durante a madrugada — comenta Rosana.

Até a chegada dos bombeiros, o animal ficou parado no mesmo lugar e não apresentou risco aos moradores. O marido de Rosana, Antonio Carlos Domingos, 56 anos, chegou a brincar com o jacaré e posar para fotografias, depois que o animal já estava com a mandíbula imobilizada.

— Eu achei bonito o bichinho, a gente nunca tinha isso. Deu um pouco de medo, pois na vizinhança tem criança pequena, mas em seguida os bombeiros chegaram. Nem deu tempo de dar um nome pra ele — brincou a artesã.

Segundo o bombeiro civil Duarte, a corporação realizou o resgate e, com orientação da Polícia Ambiental de Laguna, liberou o animal em uma lagoa na região do Gi. Duarte explica que não é muito comum o aparecimento desses animais nas casas, mas caso isso ocorra, a orientação é fazer o mesmo que a artesã, chamar os órgãos competentes.

Animais estão em seu habitat, diz Polícia Ambiental

Laguna, que também é conhecida pelo extenso complexo lagunar, é um ambiente natural para os jacarés, que são nativos da região. De acordo com o terceiro sargento da Polícia Ambiental de Laguna, Robson Vieira, esses animais são nativos, e como estão em época de reprodução, é comum que eles saiam a campo e acabem se aproximando das áreas de moradia.

— Na nossa região não tem predador natural, esses animais estão livres dentro do habitat do complexo lagunar. Principalmente em lagoas, em locais baixos, é comum a gente avistar. E hora ou outra eles saem para procurar comida, um reflexo também do crescimento urbano desordenado — explica o sargento.

Orientações:

- Ao avistar um animal próximo de área povoada, avisar imediatamente a Polícia Ambiental. Em Laguna, o telefone é (48) 3647-7880.

- Não mexer no animal e não tentar nenhuma intervenção. Apesar de ser nativo, ele é selvagem e pode atacar por instinto.

- Caso a Polícia Ambiental não possa atuar no resgate, o Corpo de Bombeiros também pode ser acionado pelo telefone 193.

- Os órgãos competentes farão a remoção do animal para levá-lo a uma região segura, longe de residências e dentro do habitat dele.


Leia mais:
Morador de Florianópolis encontra jacaré na piscina de casa
Banhista chama polícia para tirar cão-guia de turista cega da praia em Balneário Camboriú e gera tumulto
Moradores de Araranguá poderão doar R$ 1 na conta de água para a castração de animais

 Veja também
 
 Comente essa história