Secretaria da Educação abre no dia 14 de agosto inscrições de concurso para contratar 1 mil professores Diorgenes Pandini/Agencia RBS

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

A Secretaria da Educação de Santa Catarina abrirá inscrições do concurso para contratação de 1 mil professores efetivos para a rede estadual de ensino a partir do dia 14 de agosto. Serão 600 vagas destinadas a professores do ensino regular (fundamental e médio), educação indígena e para os Centros de Educação Profissional (Cedups). 

Leia também
ATUALIZAÇÃO: Abertas as inscrições para concurso de 1 mil professores em SC; veja como se candidatar

Apesar de fôlego, contratação de mil professores para rede estadual será insuficiente, dizem especialistas

Outras 400 vagas serão destinadas a cargos administrativos, como assistentes educacionais, administradores, supervisores escolares e orientadores educacionais.

O concurso terá validade de dois anos, prorrogáveis por mais dois. As provas serão aplicadas no dia 8 de outubro e o resultado será divulgado no dia 5 de dezembro. 

Segundo o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, a chamada dos aprovados será feita entre 11 e 13 de dezembro. Eles atuarão já a partir do primeiro semestre de 2018.

A maior parte das vagas para as salas de aula – a secretaria ainda finaliza a elaboração do edital – começarão com carga horária de 10 horas semanais, mas, segundo Deschamps, muitos farão 20 horas e, eventualmente, 40 horas, dependendo da especialidade.

Os salários serão proporcionais à carga horária do contratado. Atualmente, o vencimento inicial para quem entra no magistério estadual, com graduação completa, é de R$ 2.532,07, segundo a lei complementar 668, de 2015, que estabelece o plano de carreira dos professores em Santa Catarina. Mas, conforme a lei, está previsto um reajuste a vigorar a partir de 1º de janeiro deste ano, que eleva o valor inicial para R$ 2.577,02.

O último concurso para professores do ensino regular foi feito em 2012, com aproximadamente 5 mil professores efetivados. Os últimos professores indígenas foram contratados em 2003 e assistentes educacionais, em 2005. 

Mas para Deschamps, o maior avanço é em relação aos administradores, supervisores escolares e orientadores educacionais. O concurso para essas especialidades não era realizado desde 1998.

Estado promete entregar 36 novas escolas até o fim do ano

A Secretaria de Estado da Educação também anunciou nesta terça-feira a entrega de 36 unidades escolares novas até o fim do ano, oito delas já na próxima semana. Segundo o secretário Eduardo Deschamps, os investimentos feitos pelo Programa Pacto pela Educação, se aproximam de R$ 350 milhões, considerando também outras 15 unidades já inauguradas. São escolas que passaram por obras de revitalização ou têm estrutura totalmente nova.

A partir da semana que vem, com o retorno das férias de julho, nove escolas da rede estadual vão estrear no Estado o novo modelo de educação profissionalizante MedioTec, em parceria com o Ministério da Educação. 

Uma espécie de braço do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o programa oferece para 415 alunos cursos profissionalizantes como eletroeletrônica, administração, manutenção em informática, logística, dança, hospedagem e artes circenses no contraturno escolar.

O Estado anunciou também que a rematrícula dos alunos para o ano letivo de 2018 será feita totalmente online, para evitar filas e agilizar o processo. 

Com acompanhamento do Corpo de Bombeiros, o Estado tem instalado em 888 escolas novos equipamentos de segurança contra incêndio. Serão instalados mais de 12 mil extintores de incêndio, iluminadores de emergência, placas de sinalização e itens de infraestrutura para colocar os sistemas em funcionamento, resultado de parceria entre a secretaria e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que investiu R$ 9,7 milhões, além da contrapartida do governo do Estado.

As 1.064 escolas receberão ainda no segundo semestre verbas, que totalizam R$ 4 milhões, via Cartão de Pagamento do Estado de Santa Catarina (Cpesc), para compra de materiais de consumo considerados urgentes e de pequeno valor. Outros R$ 4 milhões haviam sido repassados no primeiro semestre para agilizar o processo de compra no dia a dia das escolas.

Leia também:
Abertas as inscrições para concurso de 1 mil professores em SC; veja como se candidatar

Apesar de fôlego, contratação de mil professores para rede estadual será insuficiente, dizem especialistas

Secretário Deschamps anuncia nesta terça o novo concurso público para magistério 

Professores de 40% das cidades de SC recebem menos do que a média nacional das redes municipais

Edital abre inscrições para candidatos a diretor em 204 escolas da rede estadual

Nenhuma das sete metas do Plano Estadual de Educação que vencem até dezembro estão cumpridas

"Teremos de reposicionar prazos", diz secretária adjunta sobre metas Plano Estadual de Educação

 Veja também
 
 Comente essa história