Futuro da humanidade será tema de conferência em Florianópolis Cristiano Duarte/Agência RBS

Lixo zero é um dos temas que será debatido

Foto: Cristiano Duarte / Agência RBS

Estimativas da ONU apontam que, em 2050, a população do mundo chegará a nove bilhões de pessoas e mais de 70% delas viverá em área urbana. De que forma as cidades irão enfrentar desafios como sustentabilidade energética, mobilidade urbana, fornecimento de água potável e de alimentos e produção e descarte do lixo? As cidades deverão promover mudanças radicais de infraestrutura nas próximas décadas se quiserem fugir do caos total, alertam especialistas. Para debater e propor soluções sobre essas questões e outras urgências socioambientais com que se depara a humanidade no mundo contemporâneo, 16 especialistas, referências internacionais em suas áreas de atuação, estarão reunidos na Planeta.doc Conferência, no dia 23 de outubro, das 11h às 22h30min, no auditório Garapuvu da UFSC. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site do evento.

A conferência abre diálogo com base nos estudos mais atuais e inovações que estão sendo gestadas em torno de conceitos como "Bens Comuns, Lixo Zero e Cidades Humanas". As conferências serão realizadas em um formato semelhante a TED, com até 30 minutos de duração, permitindo um painel bastante abrangente  e diversificado.

A atividade integra a programação da quarta edição do Planeta.Doc - Festival Internacional de Cinema Socioambiental , o maior do gênero do sul do país e um dos principais do Brasil, que ocorre entre os dias 16 de outubro e 10 de novembro, em Florianópolis e várias outras cidades catarinenses.

A programação completa do evento está disponível no site e através do aplicativo Planeta.DOC, que pode ser baixado no Google Play e Apple Store. Por lá, é possível também acessar trailers dos filmes.

Leia também:

IFSC abre inscrições para 1,2 mil vagas de ensino médio técnico em Santa Catarina

Após vencer seleção, IFSC terá polo de inovação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial

 Nota do Enem é aceita para ingresso em 27 universidades de Portugal


 Veja também
 
 Comente essa história