Veleiro ECO terá visitação gratuita em Itajaí nesta terça-feira Heitor Pergher/Divulgação

Foto: Heitor Pergher / Divulgação

Atualização: A equipe do Veleiro ECO comunica que devido ao falecimento do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier, o lançamento e batismo do Veleiro, previsto para ocorrer nesta terça-feira, 3 de outubro, será adiado para data a confirmar durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que ocorre de 23 a 29 de outubro em Florianópolis. Agradecemos a compreensão e em breve anunciaremos a nova data do lançamento.

Embarcação de expedições e pesquisas oceanográficas construída pela Universidade Federal de Santa Catarina, o veleiro ECO será lançado às 9h desta terça-feira, 3, na Marina Itajaí (Rua Vereador Carlos Ely Castro n° 100, ao lado do Centreventos). Após a solenidade, a comunidade está convidada gratuitamente a visitar a estrutura durante todo o dia. 

O evento também contará com a presença dos responsáveis pelo projeto, além de ícones da navegação a vela como Amyr Klink e Wilhelm Schurmann. O batismo do veleiro ECO será caracterizado pela benção de um religioso convidado e pela quebra de uma espumante no mastro principal, como oferenda aos deuses do mar.

O veleiro

A construção do Veleiro ECO iniciou em 2012 com o objetivo de aprimorar e expandir as pesquisas oceanográficas do país, incluindo soluções em robótica, estudos sobre as mudanças climáticas no oceano, tecnologias na área de óleo e gás, monitoramento e apoio à exploração sustentável da biodiversidade e contribuições para a preservação da nossa Amazônia Azul.

Com 60 pés – o equivalente a 20 metros de comprimento - e 5,3 metros de largura, o Veleiro é feito de alumínio naval, material mais econômico e mais fácil para manutenção. Soldado com tecnologia TIG e MIG de última geração, sendo grande parte por métodos automáticos, terá capacidade de hospedar comodamente até dez pessoas, entre pesquisadores e tripulantes.

Possui características de segurança e navegabilidade, permitindo expedições científicas de grande porte, incluindo as polares, particularmente a Antártica. A quilha retrátil possibilita ainda a navegação em águas rasas de mangues e estuários de rios, áreas pouco exploradas pelas ciências nacional e internacional.

A embarcação possui recursos como laboratórios para que as primeiras análises sejam imediatamente realizadas a bordo com uma equipe de pesquisadores de universidades nacionais e internacionais. Além do conhecimento em campo, o Veleiro será protagonista de importantes documentários e séries para a TV e internet produzidos com uma linguagem acessível a todos os públicos.

O projeto tem recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Leia também:
Com palestras gratuitas de Amyr Klink e Vilfredo Schürmann, Itajaí recebe encontro sobre lixo marinho

Veleiro construído pela UFSC é pioneiro ao possibilitar pesquisa em alto mar

Veleiro ecológico catarinense começa a sua primeira expedição

Pesquisadores da UFSC criam forma de obter energia solar em placas de cerâmica que decoram fachadas

 Veja também
 
 Comente essa história