Novo relatório da Fatma aponta que 50,7% das praias de SC estão impróprias para banho Betina Humeres/Diário Catarinense

Maioria dos pontos em Canasvieiras estão impróprios para banho

Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

A Fatma divulgou nesta sexta-feira o terceiro relatório de balneabilidade de 2018 — o sexto da temporada de verão. No novo levantamento, o número de pontos impróprios para banho subiu de 80 para 109, ou seja, atualmente 50,7% dos pontos analisados não estão aptos para o banho (no relatório passado esse percentual era de 37,2%). Os pontos próprios diminuíram de 135 para 106 com relação ao relatório da semana passada, passando de 62,8% para 49,3%. Ao todo 215 pontos são avaliados.

As coletas foram feitas entre 15 e 19 de janeiro e os resultados ainda são impactados pela grande quantidade de chuva que caiu no Estado nas duas primeiras semanas do ano.

— Para avaliar um ponto é necessário compilar os dados das cinco últimas análises consecutivas. Então, os índices deste relatório ainda levam em conta as coletas anteriores, que apresentaram números expressivos de bactérias levadas até o mar por meio das chuvas —, explica o técnico de laboratório, Marlon Daniel da Silva.

De acordo com o sexto relatório da temporada, dos 75 pontos avaliados em Florianópolis, 30 (40%) estão próprios para banho. No restante do litoral, 76 (54,3%) dos locais analisados estão aptos para os banhistas. Em relação ao relatório passado, 35 pontos de Santa Catarina passaram a ser impróprios e seis mudaram para próprios.

Durante a temporada, a Fatma faz análises semanais, sendo assim, na próxima sexta-feira novos resultados devem ser apresentados. Assim que os resultados são cadastrados no sistema, o site e o aplicativo da Fatma são atualizados automaticamente.

Ao todo, são feitas coletas de amostras para análises em pelo menos 114 prais e 27 cidades. Os pontos analisados estão localizados são nos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Porto Belo e São José. 

Leia também:

Relatório da Fatma aponta que 62,8% das praias de SC estão aptas para banho 

Entenda quando um ponto é considerado próprio ou impróprio para banho em SC

 Veja também
 
 Comente essa história