Uma polêmica envolvendo a rede de fast food McDonald's ganhou as redes sociais nesta quinta-feira (8). A confusão estava relacionada a uma ação feita para Dia Internacional da Mulher. A ideia da rede era homenagear o público feminino colocando apenas funcionárias trabalhando em algumas lojas. Como parte da iniciativa, nessas franquias, foram colocados cartazes alertando que o local estava operando com força 100% feminina.

 McDonalds tenta homenagear mulheres e é mal interpretado
Consumidores não gostaram da campanha do McDonald's para o Dia Internacional da Mulher e foram para a internet protestarFoto: Reprodução / Twitter

Porém, consumidores não gostaram muito e foram para a internet protestar, pois entenderam que os funcionários homens tinham ganhado folga, enquanto as mulheres tiverem de ir para a labuta, justamente na data que busca alertar o mundo sobre as desigualdade entre os gêneros.

Contudo, a marca afirma que não é isso que foi previsto, e que todos os colaboradores escalados para o dia estavam atuando, independentemente do gênero. O que ocorreu foi que, em algumas lojas, houve troca temporária de local de trabalho para cerca de vinte restaurantes  ficassem apenas com mulheres atendendo. 

Veja o esclarecimento do McDonald's à revista Exame:

"Esclarecemos que não houve folga para os rapazes que trabalham nesses restaurantes. Todos trabalharam normalmente conforme suas escalas. Houve apenas uma troca de locais de trabalho entre eles, para que esses 20 restaurantes pudessem reunir apenas mulheres na operação. Lamentamos que alguns clientes tenham concluído a mensagem de maneira equivocada".

 Veja também
 
 Comente essa história