Em três meses, Facebook fecha 583 milhões de contas falsas Reprodução/Facebook

Empresa tem tentado tomar ações para reverter danos à imagem, causados por disseminação de postagens nocivas

Foto: Reprodução / Facebook

Nos primeiros três meses deste ano, o Facebook fechou 583 milhões de contas que estavam ativas na rede social. Segundo relatório da empresa, tratava-se de perfis falsos.

O encerramento das contas esteve entre as várias medidas tomadas para limpar de conteúdos nocivos o site, que vem enfrentando um bombardeio de críticas devido a problemas como a disseminação de notícias manipuladas e o vazamento de dados de usuários.

Ainda no primeiro trimestre, segundo os dados revelados pela empresa, foram tomadas ações contra 837 milhões de postagens de spam, 2,5 milhões de discurso de ódio, 1,9 milhão de propaganda terrorista, 3,4 milhões de violência explícita e 21 milhões envolvendo nudez ou atividade sexual. 

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, um dos vice-presidentes do Facebook, Richard Allan, afirmou que "este foi o começo de uma jornada, e não o fim dela". Allan prometeu que a rede social vai agir com transparência.

Conforme informações da rede social, a quantidade de conteúdo que sofreu ações por infringir as políticas do site triplicou em relação ao período anterior. O Guardian, no entanto, notou que os dados informados não abrangem várias categorias que também violam as regras do Facebook _ como exploração sexual da imagem de crianças, divulgação de imagens íntimas como forma de vingança, ameaças de violência, posts suicidas ou bullying.

Leia mais notícias no Diário Catarinense

 Veja também
 
 Comente essa história