Quem esperar até agosto para sacar cotas do PIS/Pasep receberá mais, afirma ministro do Planejamento jean pimentel/Agencia RBS

Foto: jean pimentel / Agencia RBS

Em entrevista à Rádio CBN, o ministro do Planejamento, Esteves Pedro Colnago Junior, recomendou, na manhã desta quinta-feira, que os trabalhadores esperem até agosto para sacar a cotas do PIS/Pasep.

Todos os anos, em julho, é depositada a correção das contas dos fundos. Em 2017, informou o ministro, o índice ficou em torno de 8,9%. Segundo ele, a remuneração deve ser próxima disso neste ano. Por isso, ressaltou, quem esperar para efetuar o saque a partir de agosto vai receber mais do que se optar por resgatar o valor em junho. Se o saldo do cotista é de R$ 1 mil, poderá passar a R$ 1.080, exemplificou Colnago Junior, citando valores aproximados. 

O ministro também confirmou que deverá ser feito um esquema especial para saques (a exemplo do que ocorreu com as contas inativas do FGTS em 2017), provavelmente a partir de agosto:

— O cronograma foi pensado para dar conforto às pessoas. 

A partir de segunda-feira (18), poderá sacar quem tem mais de 57 anos  — o que, segundo o ministro, corresponde a um valor aproximado de R$ 4 bilhões. Segundo ele, um dos desafios do governo será fazer com que todas as pessoas que têm direito retirem o dinheiro. 

— Dos R$ 34 bilhões (ainda disponíveis para saque), temos R$ 5 bilhões que vão ser depositados diretamente na conta dos correntistas em 8 de agosto. Há uma dificuldade de resgate por parte das pessoas, tanto que só R$ 5 bilhões (3,6 milhões de correntistas) já sacaram (o saque já estava disponível para aposentados e quem tem mais de 60 anos). Temos ainda para resgate 25 milhões de correntistas que precisam ir atrás do seu saldo — comentou.  

A lei liberando cotistas de todas as idades a sacarem fundos do PIS/Pasep foi sancionada na quarta-feira (13) pelo presidente Michel Temer. Confira, abaixo, o calendário dos resgates e quem tem direito.


Calendário de saques

Beneficiários com idades entre 57 e 59 anos poderão sacar o dinheiro entre segunda-feira (18) e 29 de junho. O pagamento para todas as idades ocorrerá entre 14 de agosto e 28 de setembro. Para quem tem conta na Caixa ou no Banco do Brasil, o depósito será em 8 de agosto para qualquer idade. 

- Idades entre 57 e 59 anos: de 18 a 29 de junho

- Suspensão dos pagamentos: 30 de junho a 7 de agosto

- Crédito em conta na Caixa ou Banco do Brasil para todas as idades: 8 de agosto

- Atendimento nas agências da Caixa ou Banco do Brasil para todas as idades: 14 de agosto a 28 de setembro*

*Cotistas com mais de 60 anos podem sacar independentemente do cronograma, observando apenas a suspensão do pagamento em julho. 


Como sei se tenho recursos a receber?

Para saber se tem saldo a receber, o trabalhador pode acessar os sites relativos ao PIS (trabalhadores do setor privado) ou ao Pasep (trabalhadores do setor público).  

Desde a manhã desta quarta-feira, o site da Caixa para consultas apresenta lentidão.


Quem tem direito a sacar?

O benefício  diz respeito a cotistas de todas as idades que trabalharam entre 1971 e 1988. Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

Leia mais:

Ampliação do saque do PIS/Pasep vai gerar aporte de R$ 39,3 bi na economia



 Veja também
 
 Comente essa história