SC lidera em dois de seis indicadores do Saeb 2017 Leo Munhoz/Diário Catarinense

Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense

Diferentemente do que informou este site na reportagem "SC lidera em três de seis indicadores do Saeb 2017" (30/08/2018 - 17h08min), Estado lidera em dois, e não em três indicadores. O texto original já foi corrigido. 

Santa Catarina manteve a liderança de 2015 em dois dos seis indicadores analisados no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) em 2017. Estudantes catarinenses tiveram melhor desempenho em matemática e português no 9º ano. Porém Estado perdeu a liderança no aprendizado de português no 5º ano para São Paulo. O Saeb engloba rede pública e privada de ensino. 

Apesar de ocupar a primeira colocação nas duas áreas no 9º ano, a média de proficiência no Estado nos anos finais do ensino fundamental é 3, nível considerado insuficiente pelo MEC.  No desempenho em matemática no 5º ano, SC aparece com 272,1 pontos, em uma escala de 0 a 500, na terceira posição, atrás do Paraná e São Paulo. Os resultados do Saeb foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Educação (MEC). 

SC reduz fatia de estudantes com conhecimento insuficiente em português e matemática no Saeb

Porém, por mais que SC figure nas primeiras posições, o crescimento do Estado ficou abaixo da média brasileira em praticamente todos os níveis.  Dos seis resultados de desempenho sobre a proficiência das disciplinas em momentos distintos da vida escolar, o Estado teve aumento em quatro deles, sendo que o país cresceu em todos. 

O presidente da União dos Dirigentes Municipais em Educação (Undime SC), Roque Mattei, reforça que o Estado e o país precisam avançar a passos mais largos, para alcançar o patamar de outros países:

— Nós temos que fazer uma reflexão em cima do resultado. Nossa busca sempre tem que ser pela excelência, a perda de posição e a velocidade de crescimento menor exige mais foco em capacitação, e também preparação da sociedade, com família mais próxima da escola, e com políticas educacionais. O esforço é, com a nova Base Nacional Curricular Comum, avançarmos com mais rapidez. não podemos avançar tão lentamente— defende Mattei. 

O Estado teve queda de 0,5 ponto no desempenho em matemática no 9º ano em 2017 em relação a 2015, enquanto a média brasileira subiu 2 pontos. Mas a queda mais significativa foi em português no ensino médio. Com 1,5 ponto a menos, o Estado caiu da quarta colocação em 2015 para a sexta em 2017. Essa é a pior colocação catarinense em todos os níveis avaliados. 

Em contrapartida, quando o assunto é matemática no ensino médio, o Estado teve um avanço significativo: 5,6 pontos, único salto catarinense acima da média dos Estados brasileiros, que foi de três pontos. 



 Julia Siqueira da Rocha, diretora de Políticas e Planejamento Educacional da Secretaria de Educação de SC,  reforça que por mais que o Estado tenha crescido abaixo da média brasileira nos desempenhos médios, o importante é SC manter o avanço sistemático. 

– Santa Catarina vai crescendo devagar, porque em política pública nada avança tão rapidamente em educação – finaliza.  

O que é Saeb

O Saeb é uma avaliação aplicada pelo MEC e composta por questionários respondidos por professores, diretores e alunos, além de provas de português e matemática aplicadas a estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio. A avaliação ocorre a cada dois anos e a última edição foi aplicada nos dias 23 de outubro e 3 de novembro de 2017, com mais de 5,4 milhões de estudantes envolvidos em todo o país.

As provas são aplicadas em todas as escolas públicas com pelo menos 10 alunos matriculados em cada série avaliada. Na rede privada, a avaliação é amostral. Os resultados são apresentados em uma escala de 0 a 500, com níveis de proficiência de 0 a 10. Os dados do Saeb ajudam a compor o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que terá os resultados divulgados na segunda-feira (3) pelo Ministério da Educação. 


 Veja também
 
 Comente essa história