Bolsonaro apresenta "nítida melhora" em seu quadro de saúde , diz hospital Flavio Bolsonaro/Twitter / Reprodução/Reprodução

No sábado, Bolsonaro permaneceu em uma poltrona por 30 minutos

Foto: Flavio Bolsonaro/Twitter / Reprodução / Reprodução

Após dois dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, Jair Bolsonaro (PSL) apresenta "nítida melhora" em seu quadro de saúde. De acordo com boletim médico divulgado na manhã deste domingo (9), a situação do candidato é estável e não há evidências de infecção.

"O quadro abdominal apresentou melhora nas últimas 24 horas e o paciente persiste em cuidados intensivos e com progresso do tempo de permanência fora do leito e de caminhada", diz a nota. 

Neste sábado (08), Bolsonaro iniciou tratamento com fisioterapeuta. Ele permaneceu em uma poltrona por 30 minutos e chegou a caminhar em seu quarto por cinco minutos.  A alimentação ainda é realizada por via endovenosa, isto é, através da veia. 

Não há previsão de alta para o candidato. No entanto, a expectativa é que ele deixe o hospital na final desta semana. Ainda assim, terá de seguir uma série de recomendações. Como a facada atingiu o intestino grosso, que teve uma pequena parte retirada em cirurgia para evitar infecções, será preciso usar uma colostomia, uma bolsa ligada ao órgão. A retirada necessita de nova operação, o pode ocorrer em até três meses.  

Durante o período, apoiadores afirmam que Bolsonaro não terá condições de participar de eventos públicos de campanha, que deverão ser assumidos pelo vice em sua chapa, general Hamilton Mourão (PRTB), ou por outros aliados.  

O presidente em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, afirmou no sábado (8) que ele não irá participar de novas entrevistas e debates em rádio e TV. 

Leia mais:

Família de Bolsonaro pedirá proteção à PF

Em foto no hospital, Bolsonaro simula armas nas mãos

 Veja também
 
 Comente essa história