Governo afirma que 84% das vagas para o Mais Médicos estão preenchidas André Ávila/Agencia RBS

Médicos podem se apresentar até 14 de dezembro

Foto: André Ávila / Agencia RBS

Nesta sexta-feira (23), terceiro dia de inscrição do programa Mais Médicos, cerca de 84% das vagas definidas no novo edital do programa estão preenchidas. No balanço divulgado na manhã desta sexta-feira (23), 19.994 médicos com CRM Brasil ou que revalidaram o diploma no país já fizeram a inscrição, segundo o Ministério da Saúde.

Desse total, 13.341 foram efetivadas e 7.154 profissionais já estão alocados no município para atuação imediata. Na apresentação ao município, que pode ocorrer até 14 de dezembro, o médico deve ter todos os documentos exigidos no edital. As inscrições vão até 7 de dezembro pelo site do programa.

Inscrições para 258 vagas no Mais Médicos em SC estão abertas

De acordo com a pasta, a alta procura dos profissionais e os ataques cibernéticos ao sistema de inscrição provocaram lentidão no sistema e, por isso, o Ministério da Saúde prorrogou as inscrições. Nesta sexta-feira, o sistema está estável.

Neste edital do Mais Médicos, são ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba.

 Mapa: veja onde serão ofertadas vagas para Mais Médicos em SC


Inscrições prorrogadas

O Ministério da Saúde prorrogou para o dia 7 de dezembro o prazo de inscrição de profissionais brasileiros e estrangeiros com registro no Brasil que queiram participar da nova seleção do Programa Mais Médicos.

Segundo a pasta, a medida foi tomada devido à instabilidade no site do programa causada por ataques cibernéticos, que foram identificadas desde o primeiro dia de inscrição. O prazo para as inscrições terminaria no próximo domingo (25). 

Leia também:

 Nova seleção do Mais Médicos registra 6,3 mil inscrições

 Municípios de SC aguardam reposição de médicos cubanos

 Entenda como funciona o programa Mais Médicos

 Veja também
 
 Comente essa história