A primeira-ministra britânica, Theresa May, pediu nesta terça-feira aos deputados de seu país que "controlem os nervos", enquanto ela tenta obter de Bruxelas novas concessões sobre o acordo do Brexit, a menos de dois meses do divórcio.

May deve discursar na Câmara dos Comuns nesta terça-feira para informar os deputados sobre a evolução dos encontros com os colegas europeus para tentar modificar o tratado de saída, cuja versão final foi rejeitada pelo Parlamento em janeiro.

"As conversações estão em uma etapa crucial", deve afirmar a primeira-ministra, de acordo com trechos do discurso antecipados por Downing Street.

"Todos temos que controlar nossos nervos para obter as mudanças que esta Câmara pediu e realizar o Brexit na data prevista", ou seja, 29 de março.

Theresa May não consegue obter concessões sobre os dispositivos relacionados com a salvaguarda ("backstop" em inglês) prevista para evitar o retorno de uma fronteira dura entre a República da Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

Os partidários do Brexit rejeitam este dispositivo porque consideram que significaria que o país permanece ligado à União Europeia.

Os líderes europeus rejeitaram até o momento modificar o acordo.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história