Quando o tempo não dá praia, o jeito é buscar passeios alternativos. Assim que a chuva deu trégua e o sol ensaiou aparecer, a equipe do #DCPelasPraias visitou o Parque Natural Municipal do Morro da Cruz e se surpreendeu com a conservação e infraestrutura do local.

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Visual incrível

No começo da tarde, o parque estava tranquilo. O movimento aumenta mesmo no fim do dia, quando muitas pessoas vão lá apreciar o pôr do sol e a vista das baías Norte e Sul de cima de algum dos dois mirantes do local - um deles fica em um deque recém-reformado, com uma sombra deliciosa de plantas nativas, e o outro fica no fim de uma trilha de cerca de 140 metros e grau de dificuldade médio. Existem ainda outras três trilhas de dificuldade fácil. Uma delas homenageia João Cavalheiro, curandeiro da comunidade que viveu até os 113 anos.

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Lago artificial

O local já foi um Pesque e Pague e ainda há um lago artificial. A área verde é de recuperação da mata nativa e muitas árvores foram plantadas por crianças que visitam o local com a escola. Tem também um pequeno pomar e em breve o parque deve ganhar uma horta comunitária. O engenheiro ambiental Gilberto Napoleão diz que a preservação está trazendo resultados como o aparecimento de espécies que há anos não eram vistas, como as cotias.

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Lugar para piquenique

Há duas entradas para o parque - uma pela geral do Morro da Cruz e outra pela comunidade Monte Serrat. Há mesas de piquenique espalhadas pelo local, mas não é permitido fazer fogueiras ou churrasco. Também não pode entrar com animais domésticos.

O parque ainda conta com um anfiteatro, uma quadra poliesportiva, um vestiário, três parquinhos para as crianças, barras para fazer ginástica e um auditório, onde são disponibilizadas aulas gratuitas de jiu-jitsu e dança urbana.

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Você sabia?

Criado em 2013, o Parque Natural Municipal do Morro da Cruz foi a primeira unidade de conservação do município a ser inserida no Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

Visitas agendadas

Grupos podem agendar visitas pelo telefone (48) 3228-6658 e aprender mais sobre temas como mobilização urbana, esgotamento sanitário, formação da chuva e história da cidade.

Onde fica:
Avenida do Antão, s/n, Morro da Cruz, Florianópolis.

Leia outras matérias do DC Pelas Praias:

Experimentamos o drink mais ostentação de Canasvieiras

Para refrescar: carrinhos vendem chope e cervejas artesanais nas praias de Florianópolis

Fomos curtir a Mystik, festa para argentinos que ocorre nos domingos de verão em Jurerê

Gosta de sorvete artesanal?  Veja 5 gelaterias com os sabores mais gostosos e diferentes da Ilha

Lagoinha, no Norte da Ilha, é mais uma praia queridinha pelos argentinos 

Foto: Arte DC / Arte DC

Leia também a reportagem multimídia Turismo no Quintal com dicas sobre viagem pelo estado de Santa Catarina

*Os repórteres do DC Pelas Praias estão diariamente circulando pelo litoral catarinense durante o verão. Acompanhe aqui e nas redes sociais do DC a nossa cobertura da temporada.


 Veja também
 
 Comente essa história