Características arquitetônicas de Treze Tílias tornam a cidade um pedacinho da Áustria  Cristiano Estrela/Agencia RBS

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Localizado a 176 quilômetros de Chapecó, Treze Tílias é um pedacinho da Áustria no Meio-Oeste catarinense. A influência europeia na cidade de pouco mais de 7 mil habitantes é notada tanto nas características físicas dos moradores quanto na arquitetura singular. Não é à toa que ficou conhecida como Tirol Brasileiro.

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

 – A arquitetura de Treze Tílias tem características marcantes, como o uso predominante da madeira em telhados, sacadas e esquadrias, as cores claras e as belas flores que dão vida às ruas, tornando simples casas em doces lares – explica a arquiteta Clarissa Anrian, que é membro da comissão de arquitetura e urbanismo da prefeitura.

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Circulando pela parte central da cidade nota-se os detalhes e o capricho que remetem às raízes do povo. O município foi fundado em 13 de outubro de 1933, quando o então ministro da agricultura da Áustria, Andreas Thaler, trouxe para a região o primeiro grupo de imigrantes.

– Os telhados de abas largas têm a função de proteger as casas, preservando assim pintura e acabamentos. A torre existente nas edificações e os campanários são heranças marcantes – conclui a arquiteta.

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Umas das construções símbolo do município é o Museu da Imigração Austríaca, um lindo castelinho feito em pedra para servir de habitação para o fundador da cidade. Lá são conservados objetos, fotografias e documentos sobre os imigrantes.

Leia também:

 Escultor Werner Thaler mostra o torna Treze Tílias uma cidade tão especial

Conheça o queijo grana padano, uma das riquezas produzidas no Oeste 

Conheça a pitaya, fruta que ajuda a melhorar a imunidade e estabilizar o diabetes produzida no Sul do Estado

 Veja também
 
 Comente essa história