O bairro da Cachoeira do Bom Jesus, no Norte da Ilha, em Florianópolis, pode ser dividido em duas épocas bem distintas: antes e depois de Leonel Timóteo Pereira, o Nelito. Até a primeira metade do século passado, a comunidade era formada por pescadores humildes, analfabetos e completamente desassistidos pelo poder público municipal. A partir dos anos 1960, Nelito e a esposa Júlia, companheira da vida inteira, começaram a transformar a realidade daquelas pessoas, proporcionando amparo, abrigo, alimentação, trabalho e conforto espiritual para todos que precisassem. Com o apoio e a força de uma legião de voluntários, construíram a Sociedade Espírita de Recuperação, Trabalho e Educação (Serte), uma das mais importantes obras assistenciais da cidade. O que era um imenso terreno pantanoso se transformou em uma sede que até hoje atende dezenas de idosos e mais de duas centenas de crianças daquela área da cidade.

Mais do que da Serte, essa é a história da vida de Nelito. Um homem singular, empresário e comerciante de sucesso que abriu mão do que tinha para praticar a caridade. 

Acesse a reportagem completo clicando aqui ou no banner abaixo.

Foto: Marco Favero / Diário Catarinense
 Veja também
 
 Comente essa história