A 10ª melhor do Brasil Alvarélio Kurossu/Agencia RBS

Museu Nacional da Música, em Timbó

Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS

Timbó, também intitulado como a Pérola do Vale, resume a história de uma cultura de imigrantes. São italianos e alemães, que se instalaram na região. Assim como a história de vários municípios do Vale do Itajaí, a cidade vivenciou uma jornada de colonização com dificuldades, enfrentamentos, adaptações à geografia e ao ambiente, conflitos territoriais e muito trabalho. Os timboenses preservaram em seu município as marcas culturais da tradição, da religiosidade cristã e de sua dedicação incansável ao trabalho. Os espaços da cidade traduzem sua história em características: agricultura, paisagem bucólica e produção familiar.

Nas fábricas está o ritmo produtivo do trabalho e do progresso. No comércio e nas residências, a arquitetura colonial e, nas igrejas, com suas as torres e sinos, o tempo fica marcado por traços do passado e do presente. Um progresso que se fundamenta na tradição, no trabalho e na família.

São destaques nacionais: as paisagens naturais, as festas típicas, a música e a dança, a indústria e a excelente qualidade de vida, dando a Timbó o 10º lugar no país como melhor cidade para se viver. Tudo isso cercado por uma beleza encantadora de um povo que tem muito orgulho e carinho pela sua cidade.

Laércio Schuster Junior
prefeito

— Tem um povo que ama a sua terra e cultiva as tradições.

SAIBA MAIS

População:
37.894 habitantes
Localização: Vale do Itajaí, a 172 Km de Florianópolis
Área: 596,94 quilômetros quadrados
Emancipação: 26/4/1989
Atrativos: turismo rural, turismo ecológico
Particularidades: Timbó é classificada pela ONU como a 10º melhor cidade do país para morar
Curiosidades: nome da cidade teve como inspiração uma orquídea, a Laelia purpurata timbó
 Veja também
 
 Comente essa história