28 postos de gasolina são fiscalizados durante operação em Joinville Maykon Lammerhirt/Agencia RBS

Bombas foram lacradas após fiscalização no último sábado

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

A fiscalização nos postos de combustíveis de Joinville terminou na noite desta quarta-feira. A operação iniciou-se no sábado e fiscalizou 28 estabelecimentos varejistas, de 18 bairros joinvilenses. Os postos foram selecionados por amostragem e com base em denúncias recebidas pelo Procon e pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Entre os quesitos examinados estava a documentação para funcionamento e a qualidade da gasolina comercializada.

Leia as últimas notícias de Joinville e região em AN.com.br

De acordo com a assessoria da ANP, dos estabelecimentos fiscalizados, 21 foram notificados para apresentar a documentação de outorga, como a licença ambiental, alvará da Prefeitura ou certificado do Corpo de Bombeiros. Dos postos fiscalizados, 23 postos foram autuados com medida reparadora de conduta por irregularidades diversas.
 
O posto no bairro Anita Garibaldi que foi interditado no último sábado, dia 25, por vender gasolina fora da especificação, permanece fechado. Já a bomba no bairro Aventureiro que havia sido fechada por problema no bico (erro na vazão além do permitido na legislação) foi liberada nesta terça-feira. De acordo com Kleber Degracia, gerente do Procon, a gasolina coletada no posto interditado será encaminhada para exame.

Saiba quais os riscos de abastecer com combustível adulterado

— A análise da gasolina vai determinar qual adulteração o líquido possuía. Somente após este teste é que a punição será determinada. Este é um processo administrativo que corre dentro da ANP — afirmou.
 
O estabelecimento permanecerá fechado até que o diagnóstico do combustível esteja concluído ou se o posto conseguir liberação judicial para operar.

A NOTÍCIA
 DC Recomenda
 
 Comente essa história